Nova Delegacia da Mulher de Dourados tem área definida

Deputado Geraldo Resende destina R$ 800 mil para a construção de nova sede em Dourados e discute novos investimentos para a segurança pública no Ministério da Justiça.
A nova sede da Delegacia da Mulher de Dourados já tem área definida. Trata-se de um terreno localizado ao lado do Parque Rego D'Água, na região do Grande Água Boa, que passa por processo de desmembramento pela Prefeitura de Dourados, que vai ceder o espaço. Os recursos para a construção da obra foram assegurados por meio de uma emenda parlamentar individual do deputado federal Geraldo Resende (PMDB), no valor de R$ 800 mil e que está em fase de empenho.
Para o parlamentar, a nova estrutura vai possibilitar um trabalho adequado aos profissionais que atuam nos crimes contra a mulher.

"Estamos acompanhando os trabalhos da CPMI da Violência contra a Mulher em nosso Estado, que vem detectando fragilidades na estrutura do atendimento. Há tempos estamos, dentro das nossas prerrogativas, criando mecanismos para mudar esta realidade. Prova disso é a Delegacia da Mulher, que está com seus recursos  assegurados desde o ano passado. O objetivo é criar uma estrutura moderna, eficiente, adequada ao atendimento às vítimas de violência e punição ao agressor. Em Dourados, a Delegacia da Mulher funcionou até a metade do ano em estrutura precária. Falta de materiais básicos e servidores eram alvo de denúncias na imprensa de forma frequente", lamenta.
Geraldo também espera agilidade da Prefeitura de Dourados para regularização do terreno.
"A Prefeitura de Dourados tem que regularizar a questão da doação da área da nova Delegacia da Mulher. Sem essa ação, a Secretaria de Justiça e Segurança Pública do Estado não pode cadastrar a proposta no Siconv (Sistema de Convênios), o que pode levar a perdemos esses recursos, que garantimos e priorizamos para sua liberação. A ministra interina e secretária executiva do Ministério da Justiça, Marcia Peligrini já nos cobrou agilidade neste processo".
Segundo o Deputado, atualmente a Delegacia da Mulher, apesar de estar em novo prédio, ainda precisa de melhorias. "O local é locado, o que impossibilita de investimentos e ampliações futuras. Todos nós sabemos que Dourados está em fase de pleno desenvolvimento atraindo e aumentando a população, o que torna urgente o funcionamento amplo deste serviço em nosso município", enfatiza. 
Hoje (14), o deputado se reuniu em Brasília com a ministra da Justiça interina e secretária executiva do Ministério da Justiça, Marcia Peligrini. O objetivo da audiência é discutir investimentos para o Departamento de Operações de Fronteira (DOF), segurança nas aldeias indígenas de Dourados, vídeo monitoramento, Guarda Municipal e a Delegacia da Mulher de Dourados. "Levamos os projetos e garantimos o empenho da secretária na aquisição dos recursos que possam custear obras importantes em MS", destaca.

MAPA
Segundo o Mapa da Violência 2012, Mato Grosso do Sul é o 5º lugar entre os estados do País em assassinatos de mulheres. A cidade de Ponta Porã é a mais violenta do Estado e ocupa a 10ª colocação entre as 100 cidades mais violentas do Brasil. Em Dourados a taxa de homicídios contra mulheres é de 7,0 para cada grupo de 100 mil. O número é acima da média nacional que é de 4,4. A pesquisa leva em conta os assassinatos entre 2008 e 2010. Neste período e com uma população feminina de 99.761, a cidade registrou 18 assassinatos, ocupando a 135º posição no ranking nacional.
A mesma pesquisa mostra que em 2011 foram prestados 118 atendimentos de violência contra a mulher. Destes, 109 foram de agressão, 56 psicológica, 18 estupros, 1 negligencia e 14 outros tipos de violência não mencionados. A taxa de violência foi de 118,3 para cada grupo de 100 mil mulheres. Dados do Programa Viva Mulher em Dourados apontam que até outubro desse ano, 1.481 atendimentos foram prestados a mulheres vitimas de violência.
 Foto: Assessoria
Legenda: Deputado Geraldo Resende (PMDB) com a ministra da Justiça interina e secretária executiva do Ministério da Justiça, Marcia Peligrini e a secretaria Nacional de Segurança Pública, Regina Miki.

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados