Prefeitura tenta vetar ato dos 29 anos da morte de Marçal de Souza

Os organizadores do ato "Ato contra a perseguição das lideranças indígenas de MS", em homenagem a Marçal de Souza e outras lideranças indígenas assassinadas no estado, estão denunciando tentativa de inviabilização do ato por parte da prefeitura de Campo Grande. O evento acontece  neste domingo, dia 25 de novembro, na praça Ary Coelho, na data em que completa 29 anos do assassinato do líder guarani Marçal de Souza, morto com cinco tiros no ano de 1983.

De acordo com membros do Coletivo Terra Vermelha, que organiza o evento e que reúne artistas, estudantes, profissionais liberais e outros segmentos, a prefeitura foi comunicada, através de ofício protocolado na Secretaria de Cultura sobre a realização do ato, porém no final da tarde desta sexta-feira, 23, a Secretaria de Cultura comunicou verbalmente que não liberava a praça para o evento afirmando que isso caberia à Semadur. Um grupo do coletivo organizador dirigiu-se então, ainda na tarde de sexta, à Semadur onde foram informados de que não cabia àquela secretaria a liberação e sim à Secretaria de Cultura.
Jogo de empurra – Para os organizadores o "jogo de empurra", no final do expediente de uma sexta-feira visa boicotar a realização do evento. "A prefeitura foi comunicada devidamente no tempo hábil conforme estabelece a Constituição. O que existe é uma tentativa de inibir a realização do ato, tolhendo o direito de reunião e manifestação", afirmam os organizadores.
O Coletivo Terra Vermelha, tendo em vista que nem a Fundac nem a Semadur comunicaram oficialmente e por escrito o veto, decidiu manter a manifestação para a tarde deste domingo na praça Ary Coelho. Vejam abaixo a programação.

PROGRAMAÇÃO
16h - Abertura
16h10 - Declamação de poesia e músicas, com Jorge de Barros e Zé Geral
16h15 - Zé Geral – música
16h30 - Dança indígena Terena - "Kohíxoti Kipaé" - dança do povo Terena.
16h45 - Lenilde Ramos – Hino Nacional na Sanfona.
17h - Fala de lideranças indígenas
17h30 - Teatro Imaginário Maracangalha - Espetáculo: Ferro em Brasa!
18h - Fala de lideranças indígenas
19h - Memórias do Futuro – Vídeo sobre o cotidiano dos jovens guaranis kaiowás
19h30 - Villie Jr. – Música
20h - Dumatu MC's (Alisson Grance)
20h20 - Gideão Dias
20h30 - Jam session - regional/mpb/pop: Mariana Zuccarello e os meninos Fabio Ad ames, Pedro Espíndola e Chicão Castro.

Mais informações: 9917-9896

"Não podemos viver amedrontados. Não devem temer o medo. Se nos deixarmos vencer pelo medo, eles poderão nos derrotar. Façam vocês o que nós fazemos: unam-se e façam-se fortes! A terra nos pertence!" - Marçal de Souza 1981

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados