Audiência pública, na segunda-feira, define cursos de escola técnica federal em Dourados

         Comunidade escolar, profissionais liberais, trabalhadores, lideranças classistas e políticas estão sendo mobilizados para participar, nesta segunda-feira (3) de uma audiência pública promovida pelo Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) e Prefeitura de Dourados, na Câmara de Vereadores. O objetivo é discutir os cursos que serão implantados no Município, de acordo com o perfil econômico do Município e da região.

         O deputado federal Geraldo Resende (PMDB), comemora os avanços da luta pela instalação de novas unidades do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS). "A garantia dessa conquista veio com o anúncio, feito pela presidente Dilma em agosto de 2011, da inclusão de Dourados, Naviraí e Jardim na terceira etapa da expansão do ensino técnico no país. A audiência desta segunda-feira é mais um passo nessa direção", salienta o deputado.
         Para Geraldo, a conquista de dessas unidades é resultado de um esforço de toda a bancada federal, que ao longo desse período fez diversas interlocuções junto ao Ministério da Educação, mostrando a necessidade de instituições profissionalizantes na região da Grande Dourados.
Para Geraldo as unidades do Instituto vão garantir formação de obra qualificada para atender às vocações de cada uma das regiões beneficiadas. "Com isso, ganham as empresas que passam a ter mão de obra qualificada e ganham os jovens que, profissionalizados, terão melhores salários e renda", salienta.
         Luta
         As articulações pela implantação do IFMS em Dourados começaram em 2006, sendo uma delas a emenda ao Projeto de Lei N.º 7.268/2006, apresentada em 12 de março de 2007 na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público, na qual se propunha a transformação da Escola Agrotécnica de Dourados em Centro Federal de Educação Tecnológica – CEFET.
         Outro encaminhamento aconteceu em 19 de abril de 2007, quando Geraldo apresentou emenda ao PL 7.268/2006 na Comissão de Educação e Cultura da Câmara, dispondo sobre a instituição de Escola Técnica de Dourados, vinculada à Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD). Este documento recebeu a assinatura dos atuais deputados federais Antonio Carlos Biffi e Vander Loubet, além dos então deputados Dagoberto Nogueira, Waldir Neves, Antonio Cruz e Nelson Trad, além do atual senador Waldemir Moka.
         A bancada também somou na assinatura de um requerimento, em 15 de abril de 2009, endereçado ao então ministro da Educação Fernando Haddad, sugerindo a criação da Escola Técnica de Dourados, vinculada à Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD). Em 2 de julho de 2009, Geraldo apresentou  o PL 5.531, instituindo um campus do IFMS em Naviraí.
         Em novembro de 2010, o deputado Geraldo Resende se reuniu com o reitor reitor Marcus Aurélius Stier, ocasião em que ficou definida a realização de uma audiência pública para discutir a implantação da Escola Técnica Federal em Dourados.

            Em março do ano passado, por meio do ofício N.º 143/2011-BSB, Geraldo Resende se dirigiu ao secretário Eliezer Pacheco, da Secretaria  de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação, justificando a necessidade de implantação de unidades do Instituto Federal em Mato Grosso do Sul.

Cinco meses depois, Geraldo Resende participa do evento em que a Presidente Dilma Roussef lança a terceira fase do Plano de Expansão da Rede Federal de Educação – composta por universidades e Institutos Federais de Educação Profissional, Ciência e Tecnologia. Na ocasião, a presidente garantiu que até 2014 serão inauguradas quatro novas universidades federais, no Norte e no Nordeste; 47 novos campi a partir da expansão de universidades já existentes, além de 208 novas escolas técnicas em 200 municípios, visando atender 1,2 milhão de alunos nas universidades federais e outros 600 mil, nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia.

Legenda da foto/divulgação:

Geraldo Resende com a presidente Dilma Roussef: garantia do Instituto Federal para Dourados.

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados