Murilo e reitor do IFMS presidem audiência na Câmara

O prefeito Murilo e o reitor Marcus Aurélius Stier Serper, do IFMS (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul), presidiram na noite desta segunda-feira, na Câmara de Vereadores, a audiência pública para apresentação e consulta à população sobre os cursos a serem oferecidos pela instituição no campus de Dourados.


Após o discurso do prefeito, o reitor fez a apresentação do instituto, falando da importância da instituição federal para a formação profissional de jovens e adultos de Dourados. A unidade do IFMS será construída em uma área de 50 mil metros quadrados no Jardim Canaã I, adquirida pela prefeitura e doada neste ano ao instituto.

Depois do discurso das autoridades da mesa, foi aberta a plenária com perguntas, dúvidas, sugestões e demais proposições. A secretária de Agricultura, Indústria e Comércio Neire Colman fez uma apresentação dos cenários, demandas e necessidades em Dourados. Também foi aberto espaço para outras pessoas usarem a palavra.

Conforme a reitoria do IFMS, a realização da audiência pública teve como objetivo promover a soberania popular através do diálogo aberto entre instituições públicas, entidades representativas e comunidades locais.

Encontros iguais ao realizado em Dourados são promovidos nas cidades em que o Instituto Federal tem campus, organizados pelas prefeituras em parceria com a instituição, que participa tanto na fase preparatória, por meio do planejamento e articulação com outras instituições, como na realização da audiência, com o provimento de informações técnicas, gerenciais, legais e didático-pedagógicas.

A meta do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul é oferecer cursos técnicos de nível médio, cursos de educação profissional à distância e cursos superiores de tecnologia e licenciaturas. Existe ainda a previsão da oferta de cursos de formação inicial e continuada e de pós-graduação, tanto lato sensu (especialização) quanto stricto sensu (mestrado e doutorado).

O objetivo maior é oferecer educação profissional a estudantes que concluíram o ensino fundamental e médio, trabalhadores e empresas que buscam qualificação para novas profissões ou o aprimoramento daqueles que já se encontram em exercício profissional, pessoas com deficiência e beneficiários dos programas federais de transferência de renda.

Legenda: Prefeito Murilo e o reitor do IFMS durante audiência pública na noite desta segunda-feira, na Câmara
Crédito: A. Frota

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados