Mutirão contra dengue vistoria dois mil imóveis no Piratininga

O mutirão contra a dengue realizado terça-feira no Jardim Piratininga vistoriou 1.987 imóveis. O trabalho foi feito por agentes do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), órgão da Secretaria Municipal de Saúde, e voluntários da Usina São Fernando. Nas residências vistoriadas foram encontrados e eliminados 42 focos do mosquito transmissor da doença.


De acordo com o CCZ, 63 pessoas foram orientadas sobre cuidados simples que podem ser tomados para evitar a proliferação do mosquito da dengue e os proprietários de 22 imóveis foram notificados devido à existência de criadouros do Aedes aegypti.

Esse foi o terceiro mutirão contra a dengue realizado nos últimos dias em Dourados. Na sexta-feira os agentes de saúde estiveram nos distritos de Indápolis e Vila São Pedro, onde 14 pessoas apresentaram sintomas de dengue neste ano, número preocupante, já que no mesmo período foram notificados apenas dois casos na cidade.

Através do bloqueio por borrifação e visitas domiciliares, os agentes de saúde percorreram 1.189 imóveis dos dois distritos e encontraram e eliminaram 43 focos do mosquito da dengue. A equipe orientou 188 pessoas sobre educação em saúde e os moradores de 34 imóveis foram notificados por permitir criadouros do inseto nos quintais.

No sábado os agentes de saúde levaram o mutirão contra a dengue para o Jardim Canaã I, na região leste da cidade. Foram 700 imóveis vistoriados e 36 focos do transmissor da dengue localizados nos quintais.

Legenda: Agente de saúde recolhe pneus velhos durante mutirão contra a dengue no Jardim Piratininga
Crédito: A. Frota

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados