Obras do IMC podem ter início em maio

         O reitor da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) Damião Duque de Farias disse que existe a possibilidade das obras do Instituto da Mulher e da Criança (IMC) começarem em maio próximo. A afirmação foi feita ao deputado federal Geraldo Resende (PMDB) em reunião realizada na tarde desta segunda-feira (28), quando também foram discutidos os encaminhamentos para a inauguração do primeiro bloco da Casa do Estudante e o início da construção do Centro de Convivência da UFGD.

         Na reunião, da qual também participaram o vice-reitor da UFGD e diretor do Hospital Universitário (HU) Wedson Desério; o diretor de Administração e Planejamento do HU/UFGD Agenor Pereira de Azevedo; e o coordenador de Planejamento e Avaliação Áureo Lima, o parlamentar foi informado de que a realização do processo licitatório para o IMC depende da análise de planilhas recém entregues pela empresa contratada com essa finalidade.
         "Após a análise dessas planilhas, que devem ser feitas em aproximadamente 30 dias, será possível dar início à licitação, que poderá ser concluída num prazo de 45 dias", afirmou Damião de Farias. O deputado Geraldo Resende, que viabilizou os recursos federais para o projeto (R$ 12,9 milhões) disse que aguarda com ansiedade o início das obras.
         Segundo o deputado, são grandes as cobranças da sociedade e do próprio Ministério da Saúde, quanto ao lançamento da construção, uma vez que a garantia dos recursos se deu em 22 de outubro de 2010, quando o Ministério da Saúde expediu uma nota de crédito de R$ 12,9 milhões em favor da UFGD, para a construção do IMC. A UFGD, por sua vez, assumiu o compromisso de aplicar mais de R$ 5 milhões no projeto.
         "Passados dois anos e três meses após garantirmos esses recursos, houve vários percalços de ordem técnica, que estão sendo superados pela UFGD. Acredito que, finalmente, os problemas serão resolvidos e poderemos, em maio, iniciar a construção de um hospital que vai trazer uma melhoria significativa para a saúde das mulheres e crianças de toda a região", afirma Geraldo Resende.
         Casa do Estudante
         Outro assunto discutido com a reitoria da UFGD foi a inauguração do primeiro bloco da Casa do Estudante, já concluído. Segundo Damião de Farias, falta a implantação de rede de esgoto, o que será discutido nos próximos dias, por intermediação de Geraldo Resende, com a diretoria da Sanesul. O projeto foi viabilizado com recursos, da ordem de R$ 500 mil viabilizados por Geraldo Resende, somados a uma emenda do senador Delcídio do Amaral e contrapartida da Universidade.
            Com relação ao Centro de Convivência da UFGD, Geraldo foi informado de que a licitação para a escolha da nova empresa construtora está em andamento e os trabalhos deverão ser retomados em março próximo. Para esse projeto, o parlamentar viabilizou R$ 600 mil, por meio de emenda individual apresentada no Orçamento Geral da União/2012.


Legenda da foto de Ricardo Minella:
Geraldo Resende reunido com o reitor da UFGD, Damião de Farias, o vice-reitor Wedson Desidério e os diretores Agenor Pereira e Áureo Lima.

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados