Luta dos Assistentes Pedagógicos garantiu inclusão no quadro do Magistério municipal

Aprovada pela Câmara de Vereadores de Dourados, a Lei que altera o Plano de Cargo, Carreiras e Remunerações do Magistério, enquadrando os Assistentes Pedagógicos no quadro dos cargos dos Profissionais do Magistério Municipal teve origem na luta social. A força coletiva demonstrada pelos educadores, que cobraram a adequação por parte da prefeitura e não recuaram e momento algum, garantiu essa mudança na legislação municipal.
Depois de conquistado o compromisso do prefeito de encaminhar o projeto de lei à Câmara, coube ao vereador Elias Ishy (PT), membro da Comissão de Educação do Legislativo, articular apoio de outros legisladores para que a medida fosse aprovada em regime de urgência especial. Aprovado em plenário, o regime de urgência especial proposto por Ishy excluiu a necessidade de uma segunda votação e redação final.

Essa iniciativa do vereador Elias Ishy visou, sobretudo, garantir a esses educadores uma solução imediata para a demanda que apresentavam. Com a aprovação na Câmara, caberá ao Executivo, que encaminhou a lei após muita luta por parte dos assistentes pedagógicos, sancioná-la nos próximos dias.
Ishy manteve contato direto com os educadores, através de reuniões com representantes do Simted (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação de Dourados). Por esse motivo, conheceu de perto o anseio da categoria por essa adequação, tida por eles como justiça.
No entanto, o parlamentar já articula novas lutas em prol da educação. Em recente reunião com membros do Simted por meio da Comissão de Educação da Câmara, Ishy fez indicação para que a secretária de Educação seja convocada às reuniões. O objetivo é deixá-la ciente das reivindicações dos educadores.
O mandato do vereador está envolvido junto aos educadores para reverter a decisão da prefeitura que desativou o PAE (Programa de Acompanhamento Escolar) – voltado ao atendimento individualizado a alunos com dificuldade de aprendizagem - e fechou as STEs (Salas de Tecnologias Educacionais) – que atuam na alfabetização digital das crianças douradenses matriculadas na Reme (Rede Municipal de Ensino).

Foto: Divulgação
Assistentes pedagógicos comemoram aprovação, em regime de urgência, da lei que enquadra o cargo dentro do quadro do Magistério Municipal

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados