Medianeira pede passagem de R$ 3,12 e prefeito considera valor inviável

A empresa Medianeira, que explora o transporte coletivo urbano de Dourados, solicitou à prefeitura um reajuste no valor da passagem, atualmente em R$ 2,50. Em ofício encaminhado ao secretário de Serviços Urbanos Luis Roberto Martins de Araújo, o gerente geral da empresa, Marcelo Saccol, solicita uma tarifa de R$ 3,12.


Na tarde de sexta-feira, o prefeito Murilo considerou o valor solicitado pela empresa inviável e disse que não vai discutir o assunto no momento. "Esse valor é impraticável. Não vamos discutir aumento de tarifa neste momento, principalmente para um valor que vai onerar ainda mais o trabalhador douradense", afirmou Murilo.

No ofício encaminhado à prefeitura, Marcelo Sacool afirma que o valor apontado na planilha de custos "retrata a realidade do custo dos insumos de nossos serviços, tornando-se necessária e imprescindível sua majoração, pois estamos trabalhando com a planilha defasada desde outubro de 2011, repercutindo assim no nosso equilíbrio econômico e financeiro".

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados