Na Câmara, secretário alerta sobre a dengue: “risco é real”

O secretário municipal de Saúde, Sebastião Nogueira de Faria, fez um alerta na noite de terça-feira, ao participar da sessão ordinária da Câmara como convidado à Tribuna Livre para discorrer sobre dengue. Segundo ele, se aumentar o volume de chuva, certamente aumenta a possibilidade da incidência da doença. "O risco é real, ele existe; é preciso estar alerta e tomar as medidas de prevenção", falou.

Em sua palestra, o secretário revelou que a prefeitura colocou 500 pessoas no trabalho de combate à dengue e que no início de março serão retomadas as visitas domiciliares.
Segundo o médico, felizmente Dourados está com um índice baixo de infestação pelo Aedes aegypti. Nas visitas, 270 focos do mosquito foram encontrados, em janeiro; houve 121 casos da doença notificados e 71 apresentaram resultado positivo.
Após breve relato das atividades que estão sendo desenvolvidas no combate à dengue, Nogueira respondeu a questionamentos dos vereadores e reforçou o convite para a população participar das ações, evitando possíveis criadouros do mosquito transmissor da doença em suas casas.
COMISSÕES
Encerrado o Grande Expediente, os vereadores apresentaram suas primeiras proposições, a maioria indicações e requerimentos aos setores competentes da prefeitura, solicitando algum tipo de serviço ou informação.
Também foi aprovada a composição de cada uma das 14 comissões permanentes da Câmara, anunciado o desmembramento da Comissão de Higiene, Saúde e Assistência Social e a criação da Comissão dos Direitos dos Indígenas e Afrodescendentes, cuja votação será na próxima sessão, marcada para o dia 14, quinta-feira, após o carnaval.

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados