Administração viabiliza R$ 11 milhões para compra de equipamentos na graduação

Todos os 28 cursos de graduação da Universidade Federal da Grande Dourados – UFGD serão contemplados com recursos destinados à aquisição de equipamentos, totalizando R$ 11 milhões em investimentos viabilizados pela administração central junto ao Ministério da Educação. 
Além dessa somatória, mais R$ 1,5 milhão será destinado à Biblioteca Central para a aquisição de novos livros, sendo meio milhão para a compra de itens voltados somente para o curso de Medicina, que também terá recursos no valor de R$ 2 milhões, negociados para a ampliação do número de vagas no curso.
Segundo o reitor da UFGD, professor doutor Damião Duque de Farias, as faculdades terão 60 dias para apresentar as propostas de aquisições, com respectivos orçamentos, em documentos que deverão ser encaminhados à reitoria. "Esse é mais um compromisso assumido da administração com seus cursos, estudantes e servidores. Nesses sete anos, mesmo em meio a muitas dificuldades, avançamos e melhoramos consideravelmente as condições de estrutura física e de pessoal para o ensino, a pesquisa e extensão da Universidade".
Para o coordenador do curso de Medicina, professor Luiz Augusto Freire Lopes, os recursos destinados para a Medicina são fundamentais para o crescimento da Faculdade. O curso terá o número de vagas ampliado e isso, consequentemente, melhora a estrutura para os acadêmicos de todos os anos. "Será um ganho para todos, elevando o padrão de ensino. Vamos investir na aquisição de materiais para os laboratórios de ensino e compra de livros. Isso melhora as aulas práticas e o atendimento na área clínica".

Para as áreas das ciências e tecnologias, incluindo principalmente as Faculdades de Engenharia - FAEN, Ciências Exatas e Tecnologia - FACET e Ciências Biológicas e Ambientais – FCBA serão destinados mais de R$ 3,8 milhões. Segundo o diretor da FACET, professor doutor Adão Antônio da Silva, esses recursos são muito bem-vindos e importantes para equipar laboratórios que são utilizados por quase todos os cursos da Universidade. "O dinheiro vai proporcionar a aquisição de kits mais modernos atendendo uma grande demanda de acadêmicos".
Já o coordenador do curso de Engenharia de Alimentos, Gerson Ribeiro Homem, a compra de equipamentos interfere diretamente na qualidade da formação dos estudantes e, consequentemente, na qualidade dos serviços prestados por esses alunos que, futuramente, estarão na gerência de fábricas e indústrias. "No caso da Engenharia de Alimentos, nós somos fundamentais para a contribuição de novas tecnologias de alimentos que, neste caso, interfere na saúde das pessoas, na produção de alimentos. Podemos ser precursores na prevenção de doenças, nos processos agroindustriais e de alimentos para o consumo e o curso pode colaborar diretamente com qualidade na formação dos acadêmicos".
No caso da Engenharia de Alimentos, os recursos deverão ser utilizados para a aquisição de máquinas e equipamentos de utensílios para as áreas das engenharias, ciências e tecnologias. O coordenador enfatiza que a sociedade é carente e que a Universidade deve estar à disposição da transferência de tecnologias, contribuindo com a comunidade local e com a produção e construção do país.
 Paulino Barroso Paulino Junior, coordenador da Gestão Ambiental, destacou que para o curso o foco de investimento será para a aquisição de equipamentos, softwares e mobiliários para três principais laboratórios: o de práticas de Gestão Ambiental; o de Geotecnologias Ambientais e o de Restauração Ambiental. "Vamos investir na aquisição de materiais de escritório, para as atividades de campo que darão suporte também para a segurança no trabalho, em softwares para o geoprocessamento, enfim, para uma série de atividades que atenderá a demanda, conforme um planejamento elaborado em grupo".

Veja a tabela de investimentos para cada curso
Unidade
Cursos
Valores
FACALE
Artes cênicas
        190.777,24
FACALE
Letras
        222.573,45
FACE
Administração
        198.726,29
FACE
Economia
        198.726,29
FACE
Ciências Contábeis
        198.726,29
FACET
Matemática
        162.160,65
FACET
Química
        579.485,87
FACET
Sistemas de Informação
        324.321,31
FADIR
Direito
        218.598,92
FADIR
Relações internacionais
        218.598,92
FAED
Educação física
        158.981,03
FAED
Pedagogia
        158.981,03
FAEN
Engenharia de Alimentos
        608.102,45
FAEN
Engenharia de energia
        405.401,64
FAEN
Engenharia de Produção
        413.350,69
FAIND
Licenciatura Intercultural
        166.930,09
FCA
Agronomia
        596.178,88
FCA
Engenharia Agrícola
        397.452,58
FCA
Zootecnia
        596.178,88
FCBA
Biotecnologia
        437.197,84
FCBA
Ciências Biológicas
        572.331,72
FCBA
Gestão Ambiental
        317.962,07
FCH
Ciência Sociais
        190.777,24
FCH
Geografia
        222.573,45
FCH
História
        174.879,14
FCH
Psicologia
        238.471,55
FCS
Nutrição
        381.554,48
FACET
Física (disciplina básica de cursos)
        450.000,00
FCS
Medicina
     2.000.000,00
TOTAL

   11.000.000,00
Biblioteca Central
Todos os cursos
R$ 1.000.000,00
Biblioteca Central
Medicina
R$    500.000,00

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados