Avança, na Câmara, PL que institui obrigatoriedade de vacina contra HPV


A Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF) da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (20), por unanimidade, o parecer favorável ao Projeto de Lei (PL) 6.820. O PL, de autoria da então senadora Ideli Salvatti (PT-SC), garante o oferecimento de vacinação contra o Papilomavírus humano (HPV) a população. O parecer foi apresentado pelo deputado Geraldo Resende (PMDB/MS).
Para a redação do parecer, Resende solicitou uma audiência pública realizada pela CSSF no dia 29 de maio do ano passado. "Conseguimos vencer a resistência do Ministério da Saúde e hoje conquistamos esta vitória para homens e mulheres", afirmou o parlamentar. O HPV é responsável por um grande número de ocorrências de câncer de colo de útero, de pênis, vulva, de ânus e até mesmo do trato respiratório superior.

O PL inclui o antipapilomavírus humano no calendário de vacinação do Programa Nacional de Imunizações. A matéria despertou tanto interesse que sete outros projetos de leis de autoria de deputados e senadores estavam apensados ao PL 6.820.
O HPV é a doença sexualmente transmissível mais comum do mundo, com 6 milhões de infectados . Cerca de 80% das mulheres entra em contato com um dos mais de 100 tipos de vírus do HPV durante a vida sexual. Atualmente, o risco de infecção ao longo da vida é de 50%, o contágio acontece em média entre os dois e os 10 anos após o início da atividade sexual.
O câncer do colo do útero é a terceira causa de mortalidade feminina. No país existe a estimativa de 17 novos casos para cada 100 mil mulheres. As vacinas apresentam eficácia comprovada e são aplicadas em três doses, em um intervalo de seis meses. Países como a Austrália já vacinam mulheres de 10 a 26 anos, onde a incidência de câncer de colo de útero diminuiu em até 70%.
Agora o Projeto de Lei 6.820 segue para a Comissão de Finanças e Tributação e a de Constituição, Justiça e de Cidadania da Câmara.

Legenda da foto/arquivo:
Deputado Geraldo Resende, na Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara.

Rodrigo Pael

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados