Prefeitura mantém propósito de organizar setor alimentício


A Prefeitura de Dourados, através da Semaic (Secretaria de Agricultura, Indústria e Comércio), continua com projetos para organizar o setor de alimentos em Dourados e na terça-feira (19), foi a vez da carne, quando se reuniram no Sebrae, além de técnicos, diversos proprietários de açougues do município.
O assessor da Semaic, Osmário Magalhães, apresentou aos empresários, o projeto que tem o objetivo de apoiar o desenvolvimento das empresas do setor de alimentos na readequação e legalização. Ele atende a proposta de prefeito Murilo, de oferecer todo o apoio para organizar e melhorar a produção industrial local e o comércio em todos os segmentos.

"Com a ação, a prefeitura quer regularizar as empresas no Simd (Serviço de Inspeção Municipal) para que a qualidade do produto seja reconhecida, o consumo melhore e, consequentemente, o empresário aumente suas vendas, gerando mais emprego e renda", explica a secretária de Agricultura, Indústria e Comércio, Neire Colman.
O foco é a formalização dos empreendimentos e registro no Simd, na melhoria do produto, onde entra a parceria com o Senai e Senac, na gestão do negócio, que terá auxílio do Sebrae e na comercialização dos produtos.
Durante a reunião, os empresários já definiram que vão criar uma associação das empresas que atuam na área de processamento de carnes. A partir dai serão feitas as discussões coletivas para melhorar a qualidade e o desempenho do setor.
Muitas casas de carnes ainda não estão totalmente regularizadas. O Serviço de Inspeção Municipal, que funciona na Semaic, vai dar todo o apoio nesse processo, como o fez para a regularização do frigorífico de peixes Douramar.
As próximas etapas são a assinatura do termo de cooperação com os empreendimentos e parceiros, o diagnóstico nos estabelecimentos, a formalização empresarial (para aqueles que ainda não estão legalizados), consultoria, qualificação profissional, regularização do Simd, visitas preventivas do Simd, implementação do Sisbi (Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal) e do PAS (Programa Alimento Seguro) nos estabelecimentos.
Além das instituições citadas, citadas (Sebrae, Senac e Senai) já são parceiros do projeto o Departamento de Vigilância Sanitária de Dourados, o Banco do Brasil, Caixa Econômica e o Sicredi.

Legenda: Donos de açougues e técnicos da Semaic e do Sebrae discutem a organização e melhoria do setor
Foto: Dênes de Azevedo

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados