Dourados vai dobrar atendimento em radioterapia

A cidade de Dourados vai dobrar o número de atendimentos em Radioterapia com a ampliação do serviço. A expectativa é da diretoria do Hospital Evangélico, unidade que acaba de ser contemplada com o segundo aparelho acelerador linear. O equipamento, de última geração, foi anunciado pelo deputado federal Geraldo Resende, que se reuniu na última quarta-feira (3) com o secretário de Atenção à Saúde, Helvécio Magalhães, para discutir a organização do serviço de Oncologia em Mato Grosso do Sul.

Como resultado dessa audiência, nesta quarta-feira (10) o engenheiro civil do Ministério da Saúde, João Rocy se reuniu com a diretoria do Hospital Evangélico de Dourados. O objetivo foi fazer a orientação técnica para que o Projeto se enquadre dentro dos padrões estabelecidos pelo Ministério. Segundo ele, a área destinada para a ampliação é de 210 metros quadrados e está localizada ao lado da Radioterapia já existente no Hospital do Câncer.
Ele diz que o aparelho terá atendimento de 100% para o Sistema Único de Saúde (SUS). A previsão dele é de que o edital para início da licitação seja publicado nos próximos dias e que após 60 dias desse processo as obras de ampliação sejam iniciadas. A previsão é de que até maio do ano que vem a nova estrutura já esteja funcionando em Dourados.
De acordo com o diretor do Hospital do Câncer de Dourados, David Vieira, o atendimento hoje é de em média 80 pacientes por mês. Com a ampliação será possível dobrar este número. "Dourados atende toda a macrorregião formada por 34 municípios e por esta razão a demanda pelo tratamento é crescente. O aparelho chega em boa hora porque estamos nos aproximando de atingir o limite de atendimentos. A ampliação do serviço será de fundamental importância para atender as demandas futuras", destaca.
De acordo com um estudo do Hospital Evangélico baseado no Instituto Nacional do Câncer (Inca), em 2012 a previsão de novos casos diagnosticados de câncer foi de 2.840 para a região da Grande Dourados. Destes, 750 casos são para a cidade de Dourados. Lideram o ranking os casos de câncer de mama (99) e próstata (59). Somente no ano passado foram feitas 31 mil sessões de radioterapia no município.
Além de Dourados estão sendo contemplados com os aparelhos o Hospital Universitário da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), de Campo Grande; Hospital Nossa Senhora, de Três Lagoas; e para o Hospital da Caridade, de Corumbá. Eles foram selecionados no Plano Nacional de Expansão da Radioterapia do Ministério da Saúde.
Na audiência no Ministério da Saúde, Geraldo Resende solicitou a inclusão de dois estabelecimentos que não estavam contemplados no Plano: o Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, de Três Lagoas, que não tinha feito sua habilitação; o Hospital do Câncer, de Campo Grande, por problemas burocráticos; e a Santa Casa de Campo Grande, que havia desistido de receber o equipamento.

Legenda da foto/divulgação:
Reunião entre diretores do Hospital Evangélico e técnico do Ministério da Saúde.

Valéria Araújo
10.04.13

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados