Murilo debate ampliação de programa esportivo para índios

O prefeito Murilo recebeu nesta quinta-feira em seu gabinete a professora Eneida Feix, técnica do Ministério do Esporte que veio a Dourados para ministrar uma capacitação aos agentes que vão coordenar o Pelc (Programa Esporte e Lazer da Cidade) na Vila Olímpica Indígena de Dourados.

Acompanha do vereador Aguilera de Souza, que representa a comunidade indígena na Câmara Municipal, Eneida Feix falou do trabalho que executou nos últimos dias em Dourados e entregou uma revista relacionada ao programa. Ela e ouviu do prefeito que a comunidade indígena de Dourados está preparada para assumir compromissos e responsabilidades.


Murilo informou à técnica do Ministério do Esporte que a prefeitura tem feito sua parte, atendendo a comunidade e adiantou que está levando o programa "Minha Casa, Minha Vida" para as aldeias e vai lutar pelo asfalto das estradas que cortam a reserva. Ao mesmo tempo, de acordo com o prefeito, as aldeias têm seus representantes e pode assumir através deles, qualquer compromisso.

Entre os representantes, Murilo citou o vereador Aguilera de Souza, que também esteve presente à reunião e pode detalhar sobre as ações que hoje são desenvolvidas nas aldeias locais. O prefeito disse que a prefeitura está à disposição para atuar como parceira, em atividades voltadas para a comunidade indígena.

Nesta semana a Câmara de Vereadores aprovou e já foi publicada no Diário Oficial do Município a criação da Coordenadoria Especial de Assuntos Indígenas para cuidar dos temas relacionados às aldeias do município. Iniciativa própria de Murilo, a Coordenadoria será diretamente subordinada ao gabinete do prefeito e terá a competência de planejar e executar, em conjunto com as demais secretarias, as políticas relativas às questões indígenas, em consonância com os interesses das comunidades indígenas, sem contrariar a Legislação e a competência de outros órgãos federais.

PELC
O Ministério do Esporte através da Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social, com apoio da prefeitura, encerrou nesta quinta-feira a capacitação para os agentes que irão coordenar o Pelc na Vila Olímpica Indígena.

A formação foi ministrada pela professora Eneida Feix, formadora do Ministério do Esporte, durante quatro dias. A capacitação teve como objetivo, discutir os conceitos de cultura, lazer, esporte, jogo, bem como fazer relações entre esses conceitos e a realidade local, com direcionamento aos povos indígenas.

Os 12 agentes indígenas participantes do curso foram aprovados no Processo Seletivo Simplificado Público, realizado em 2012, que permitiu a contratação desse grupo, por um período de 12 meses, a partir da assinatura do contrato e que está vinculado à Secretaria de Educação.

Os agentes receberam orientações sobre os princípios e diretrizes do Pelc, conteúdos de estudos de lazer, características fundamentais sóciobiológicas do adulto e idoso, oficinas de práticas esportivas, meio ambiente, brinquedoteca, oficina de construção de brinquedos com sucatas, resgate de brincadeiras indígenas e várias outras.

Já atendendo uma média de 400 crianças e adultos nas aldeias de Dourados, o Pelc pretende chegar a 800, com futebol, cinema, vôlei de areia e atividades culturais.

O programa acontece por conta do cadastramento da prefeitura no Ministério do Esporte, lembrando que o município foi o responsável pela reforma do complexo olímpico, possibilitando a manutenção do Pelc na reserva indígena.

Legenda: Prefeito Murilo e Aguilera de Souza com Eneida Feix, do Ministério do Esporte
Crédito: A. Frota

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados