Sucateamento ambulâncias da saúde em Campo Grande

O vereador Zeca do PT protocolou um requerimento no Ministério Público Estadual solicitando que seja instaurada investigação sobre o sucateamento de ambulâncias que deveriam estar a serviço da saúde na capital. O requerimento teve por base as informações repassadas à Câmara pelo Secretário de Saúde do município, Ivandro Fonseca, de que foram localizadas ambulâncias em completa situação de descuido e que ambulâncias que poderiam estar em uso da população campo-grandense encontram-se sucateadas nos pátios de órgãos públicos e mecânicas. São mais de 70 veículos da Sesau em oficinas mecânicas a espera de manutenção, a maioria delas ambulâncias.

Segundo o vereador, a gestão municipal passada não realizou a correta manutenção das unidades móveis, diante dos ordinários problemas mecânicos e/ou nos equipamentos, inviabilizando o regular funcionamento do serviço. No requerimento, o parlamentar alega que "as ambulâncias do SAMU apresentam precárias condições de uso, o que foi comprovado a partir das seguintes evidências: pneus carecas, painel elétrico interno com defeito, pisos desgastados, faróis queimados, sistema de comunicação defeituoso (interna com o salão e com a central), equipamentos de segurança quebrados, portas defeituosas, travas da maca com defeito, cilindro de oxigênio inadequado, fixado com látex da mangueira do oxigênio, pranchas de imobilização precárias, que comprometem a segurança do transporte de pacientes, cones de sinalização quebrados, sistema giroflex danificado, dentre outros."
Para Zeca, "não é novidade "a situação lastimável que se encontra a saúde pública de nossa cidade Campo Grande/MS. Ocorre que além da dificuldade existente concorre também o descaso com o patrimônio público a serviço da saúde, as ambulâncias. Bem se diga que a manutenção inadequada gera uma situação em cadeia, fazendo com que parte da frota esteja, quase sempre, parada, na oficina contratada pela Prefeitura, gerando déficit nas ambulâncias disponíveis para o atendimento. O serviço de emergência e resgate é de suma importância à população."
As conseqüências trágicas para a população decorrentes do não funcionamento regular do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) também foram apontadas por Zeca. "Sabe-se que o atraso na prestação de atendimento por profissional de saúde é determinante para o êxito ou não da ação de salvamento, ainda mais em se tratando de urgência e emergência. E mais, não é de difícil percepção que a existência de falhas estruturais no serviço - ausência de manutenção regular das unidades, central de telefone com defeito em vários períodos do dia e da noite impedindo o atendimento do usuário, falta de materiais básicos dentro das ambulâncias, unidades e equipamentos sucateados, dentre outras inúmeros problemas – é determinante para a sua inefetividade", argumenta.
O vereador anexou à representação, fotos onde podem ser verificadas que as  as ambulâncias que estão lotando os pátios públicos estão em avançado estado de decomposição, representando um verdadeiro descaso com a saúde da cidade e ao patrimônio público. Diante dos fatos, Zeca do PT requereu que o Ministério Público faça a apuração dos fatos à luz do crime de Improbidade Administrativa por Omissão.

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados