Audiência pública sobre a ferrovia será nesta segunda-feira (6)



Será nesta segunda-feira (6) a audiência pública que a a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a Empresa de Projetos e Logística (EPL), e o mandato do deputado federal Geraldo Resende vão promover para discussão do traçado do ramal ferroviário EF (Estrada de Ferro) 267. O evento acontecerá na Associação Comercial e Empresarial de Dourados (ACED), das 14h00 às 18h00.
A audiência pública faz parte do processo oficial de tomada de subsídios para colher contribuições e informações que serão acrescentadas aos estudos que estão sendo feitos para a definição final do traçado. Desde a semana passada, a ANTT disponibilizou, em seu site, formulário para a coleta de sugestões.

De acordo com o deputado Geraldo Resende, vice-presidente da Frente Parlamentar das Ferrovias no Congresso Nacional, a presença da sociedade de Dourados e região é muito importante. "Vamos demonstrar às autoridades federais que o ramal ferroviário é um sonho que remonta há cerca de quatro décadas", afirma o parlamentar, que esteve recentemente com o diretor-presidente da EPL Bernardo Figueiredo e com o diretor da ANTT Carlos Fernando Nascimento.
Traçado
A ANTT e a EPL estudaram três traçados diferentes e identificaram a viabilidade econômica, a atratividade e o respeito ambiental do projeto a ser apresentado no dia 6. "O traçado está pronto. Mas a população terá a oportunidade de opinar. Só o morador de onde vai passar o trilho sabe das especificidades das localidades", afirmou o Gerente de Projetos da ANTT Clauber Campelo.
A obra de implantação está prevista para iniciar em 2014. Ainda este ano, o trecho será licitado para concessão de construção e administração pela iniciativa privada. Segundo o cronograma do Governo Federal, até 2019, vagões e máquinas já estarão transitando na EF 267.
Além de Dourados, as cidades sul-mato-grossenses de Brasilândia, Santa Rita do Pardo, Bataguassu, Nova Andradina, Angélica e Deodápolis, deverão ser contempladas com o traçado do ramal ferroviário que fará o percurso entre Estrela D'Oeste (SP), onde se bifurcará com a futura linha da Norte-Sul, passando por Panorama (SP), próximo ao Rio Paraná.
Geraldo Resende explica que o traçado desta ferrovia será de aproximadamente 659 quilômetros, atravessando 19 municípios, dos quais doze no Estado de São Paulo e sete em Mato Grosso do Sul. Os trilhos a serem implantados serão de bitola larga, ou seja, de 1,60 metro. Esta tipologia possibilita o trânsito livre aos portos do Sudeste e do Sul, bem como a ligação com estados do Norte e Nordeste do País.
Ferroeste
Além da EF 267, está em estudos a implantação de um outro ramal ferroviário, também passando por Dourados, o qual vai compor a Ferroeste, saindo de Maracaju e chegando a Cascavel, no Paraná.


Legenda da ilustração de Jorge Silva:
Mapa do traçado proposto para o ramal ferroviário EF 267, que estará em discussão nesta segunda-feira.

Ricardo Minella
05.06.13

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados