Comitê realiza ação contra a violência sexual de crianças

O Comcex (Comitê Municipal de Enfrentamento da Violência e de Defesa dos Direitos Sexuais de Crianças e Adolescentes) realiza neste sábado uma mobilização com panfletagem e esclarecimentos à população de Dourados sobre os abusos e a violência sexual de crianças e adolescentes. O local será a Praça Antonio João, das 8h às 11h.

Na sexta-feira, com a mesma finalidade, haverá mobilização no distrito de Vila Vargas das 8h às 9h30. Os integrantes da ação, com apoio do Cras (Centro de Referência em Assistência Social) estarão concentrados na Avenida João Eduardo Isidoro, em frente ao posto de combustível do distrito. A orientação será para pessoas que passarem pelo local e principalmente para condutores de veículos de carga.


De acordo com o coordenador geral do Comitê, Rogério Fernandes Lemes, essas atividades são uma forma de lembrar o dia nacional de luta sobre o tema, com abordagens que buscam sensibilizar a sociedade de forma geral, para garantir com efetividade a proteção integral e o desenvolvimento saudável de crianças e adolescentes.

O encerramento da programação, que envolve diversos segmentos, incluindo o Projeto Cavalgando para o Futuro da Polícia Militar, acontece com uma capacitação sobre o assunto, para educadores e funcionários da Escola Estadual Ramona da Silva Pedroso, no dia 23 de maio, às 19h.

Nesta quarta-feira o Comcex esteve presente em uma blitz do Sest/Senat e da PRF (Polícia Rodoviária Federal), através do Comando de Saúde nas Rodovias, aproveitando a oportunidade para orientar e conscientizar os condutores de veículos sobre tudo o que envolve a violência contra crianças e adolescentes.

HOMOFOBIA

A equipe técnica do Serviço Creas/Paefi e da Secretaria de Assistência Social participa também da mobilização sobre o abuso sexual e realiza nesta sexta-feira uma mobilização referente ao Dia Mundial de Luta Contra a Homofobia, com o tema "Dourados sem homofobia - Pela livre orientação e expressão sexual, direitos iguais, respeito às diferenças".

Mais informações ou denúncias contra esse tipo de crime podem ser feitas de forma anônima pelos telefones 0800 647-0444, Disque 100. A ligação é gratuita e toda denúncia será mantida em sigilo absoluto.

Legenda: Blitz de saúde na rodovia teve também mobilização contra violência sexual de crianças
Crédito: A. Frota

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados