Prefeitura de Dourados começa a recuperar estradas rurais

Máquinas estão trabalhando no Travessão do Engano; serviço foi determinado pelo prefeito Murilo

A Prefeitura de Dourados já colocou em execução o plano de recuperação das estradas rurais do município, determinado pelo prefeito Murilo. O serviço começou pelo Travessão da Odete, na região do Córrego do Engano. Dourados tem pelo menos 1.800 quilômetros de estradas vicinais.

Nesta quarta-feira, utilizando caminhões e máquinas, as equipes da Secretaria de Infraestrutura e Desenvolvimento começaram a fazer a raspagem, alargamento do leito da pista e drenagem.


Esse trecho de aproximadamente dez quilômetros liga a MS-156 (próximo ao Porto Cambira) à Linha do Potreirito. Entretanto, a parte mais crítica está nos últimos 5 km, partindo da MS-156, logo após o córrego. Além de totalmente esburacada, a via ainda teve um estreitamento do leito, com a invasão do mato. A prefeitura faz o nivelamento com raspagem e está retirando a sujeira para alargar a pista.

NOVA PONTE
Também em toda a extensão do travessão, a prefeitura está cuidando da drenagem e fazendo a limpeza das caixas de contenção e valetas laterais – os chamados "bigodes" – construídas para escoar a água do leito da pista. O próximo passo é o nivelamento e cascalhamento, o que garante melhor condição de tráfego, principalmente em períodos de chuvas. No mesmo travessão a prefeitura vai substituir a ponte de madeira sobre o Córrego do Engano por uma estrutura de concreto.

Conforme o secretário de Infraestrutura e Desenvolvimento Jorge de Lúcia, além do Travessão do Engano a prefeitura vai construir novas pontes na região conhecida como Guanandi, Assentamento Lagoa Grande em Itahum e sobre o córrego Laranja Azeda, na região da Fazenda Barro Preto.  Os próximos travessões que vão receber a recuperação são o do Paloma e da Figueira.
 
O serviço é realizado através de parceria entre as secretarias de Infraestrutura e de Agricultura Familiar e Economia Solidária, com uma etapa executada através da própria prefeitura e outra, mais complexa, terceirizada mediante processo de licitação. Para garantir o trabalho de forma organizada, o município foi dividido em cinco regiões, priorizando os pontos com maior necessidade.

Legenda: Máquina da Prefeitura de Dourados trabalha na recuperação do Travessão do Engano
Crédito: A. Frota

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados