Traçado da ferrovia Estrela d'Oeste-Dourados será mantido

Não existe chance de mudança do traçado da ferrovia EF 267, que ligará Estrela D'Oeste (SP) a Dourados (MS). A afirmação é do deputado Geraldo Resende (PMDB), vice-presidente da Frente Parlamentar das Ferrovias, que participou nesta terça-feira (28) de uma audiência da bancada federal e deputados estaduais de Mato Grosso do Sul com o diretor-presidente da Empresa de Planejamento e Logística (EPL) Bernardo Figueiredo, em Brasília.
A reunião foi solicitada por conta da pressão que vinha sendo feita por parlamentares da bancada paulista para que o traçado da EF 267 apenas circundasse Mato Grosso do Sul e passasse a ligar as cidades paulistas de Presidente Epitácio e Rosana a Cascavel, no Paraná. Segundo Geraldo Resende, o presidente da EPL garantiu que a chance de se mudar o traçado entre Estrela d'Oeste e Dourados é zero. "A solicitação da bancada paulista será contemplada em outro projeto", explicou Bernardo Figueiredo.

Participaram da audiência na sede da EPL em Brasília os senadores Ruben Figueiró (PSDB) e Delcídio do Amaral (PT); os deputados federais Geraldo Resende, Vander Loubet (PT), Reinaldo Azambuja (PSDB), Antônio Carlos Biffi (PT); e os deputados estaduais Laerte Tetila (PT), Mara Caseiro (PT do B), Zé Teixeira (DEM), Felipe Orro (PDT), Amarildo Cruz (PT), Dione Hashioka (PSDB) e Marcio Monteiro (PSDB).
O projeto da ferrovia que ligará Estrela d'Oeste e Panorama (SP) a Dourados consta no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e foi apresentado em reunião participativa (audiência pública) realizada em Dourados no último dia 6 de maio, em evento organizado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a própria EPL e o deputado Geraldo Resende.
Esse ramal será licitado ainda este ano para a concessão de administração e construção. A previsão é de que os primeiros vagões já estejam transitando nesta estrada de ferro em 2019. A ferrovia ainda vai atravessar as cidades sul-mato-grossenses de Brasilândia, Santa Rita do Pardo, Bataguassu, Nova Andradina, Angélica e Deodápolis.
Entroncamento
Outra ferrovia que ligará os municípios de Mato Grosso do Sul com os principais portos do país está sendo planejada para sair de Maracaju passando por Dourados e chegando até Lapa, no Paraná. Com isso, o município de Dourados será um entroncamento de dois grandes ramais ferroviários.
"Estamos trabalhando para que isso aconteça, garantindo que Dourados seja um grande entroncamento, onde duas ferrovias se ligarão, possibilitando o escoamento da produção da região para os portos de Paranaguá e Santos", afirmou o deputado Geraldo Resende.
Bernardo Figueiredo confirmou presença na reunião participativa a ser organizada em Dourados pela ANTT e o mandato de Geraldo Resende, para discutir o novo traçado Maracaju-Dourados, até o município de Lapa (PR).

Legenda da foto de Rodrigo Pael:
Bancada federal e estadual em audiência na EPL para garantir traçado de ferrovia em MS.

Ricardo Minella/Rodrigo Pael
28.05.13

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados