Ferroeste será discutida em Dourados, nesta sexta-feira

Depois do traçado da Ferrovia EF 267 (Norte-Sul) agora é a vez da discussão sobre a Ferrovia EF 484 (Ferroeste). O assunto será tema de debate nesta sexta-feira (21), das 14h00 às 18h00, na Câmara de Vereadores de Dourados. Organizada pelo deputado federal Geraldo Resende (PMDB) em parceria com diversas instituições, a audiência pública contará com a presença do diretor-geral da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) Jorge Bastos, além de técnicos e diretores da EPL (Empresa de Planejamento e Logística).

O evento conta com o apoio da Prefeitura de Dourados, Câmara Municipal e Associação Comercial (ACED) e tem o objetivo de colher subsídios para a conclusão dos estudos que estão sendo feitos para a implantação da ferrovia que sairá de Maracaju, passando por Dourados e vários municípios sul-mato-grossenses, até chegar a Lapa, no Paraná.

A implantação das duas ferrovias, prevista para começar no ano que vem, fará de Dourados um entroncamento que possibilitará o transporte de produtos de todo o Estado para outras regiões do país e exterior. De acordo com o deputado Geraldo Resende, o custo para a implantação da Ferroeste será de aproximadamente R$ 9,9 bilhões, com uma extensão prevista de 990 quilômetros.
Pelos estudos que estão sendo concluídos, o novo ramal atravessará Mato Grosso do Sul e Paraná, abrangendo os municípios sul-matogrossenses de Sidrolândia, Maracaju, Dourados, Itaporã, Caarapó, Amambai, Juti, Naviraí, Iguatemi, Itaquiraí, Eldorado, Mundo Novo e Japorã. No Paraná, serão impactadas as cidades de Guaíra, Terra Roxa, Nova Santa Rosa, Maripá, Toledo, Tupãssi, Cascavel, Catanduvas, Ibema, Campo Bonito, Guaraniaçu, Nova Laranjeiras, Laranjeiras do Sul, Marquinho, Virmond, Cantagalo, Goioxim, Candói, Guarapuava, Inácio Martins, Prudentópolis, Irati, Rebouças, Fernandes Pinheiro, São João do Triunfo, Palmeira, Lapa, Porto Amazonas e Balsa Nova.
Importância
Geraldo Resende, vice-presidente da Frente Parlamentar em Apoio às Ferrovias, destaca as parcerias que foram feitas tanto para viabilizar a audiência pública desta sexta-feira quanto a que resultou em evento semelhante, na discussão da EF 267, realizada no último dia 6 de maio. "Estou muito otimista porque estamos tendo total apoio da Câmara de Vereadores, da Associação Comercial e da Prefeitura na realização de eventos que possibilitam a discussão dos grandes temas de nossa região e Estado", salienta.
"É importante lutarmos pela implantação de mais ferrovias em nosso país e, mais ainda, em nosso Estado, porque esse modal barateia os custos de transporte e tornará nossos produtos (grãos, carnes, minérios e outros) muito mais competitivos no mercado internacional. Isso significa o ingresso de divisas por meio das exportações e, consequentemente, a melhoria no padrão de vida das pessoas", salienta Geraldo Resende, que está fazendo convite para empresários, profissionais liberais, estudantes, trabalhadores em geral e lideranças políticas de todas as cidades que serão impactadas a participarem da audiência pública.

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados