Geraldo diz que praça do Rego d'Água será "monumento ao meio ambiente"


         Quando for entregue à população, a praça que está sendo construída no Parque Ambiental do Córrego Rego d'Água será um "monumento" à ecologia e à preservação da natureza. A afirmação é do deputado federal Geraldo Resende (PMDB), autor das emendas que garantiram os recursos federais para a obra, a propósito do Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado neste 5 de junho.
         As obras de implantação da praça tiveram início no primeiro semestre de 2011. Desde então, os trabalhos tiveram diversas paralisações e atualmente estão em ritmo normal, com cerca de 20 homens trabalhando no canteiro de obras. "Além de viabilizar os recursos, ao longo desse período fizemos diversas articulações para a continuidade dos serviços para que o projeto seja concluído", explica Geraldo Resende.

A implantação desse espaço é uma das mais antigas lutas de Geraldo Resende, que em 2003 encampou o sonho do ambientalista Primo Fioravante Vicente (cujo nome denomina o Parque) de preservar e revitalizar o Córrego Rêgo D'Água.
Desde 2003, foram investidos no local, pela articulação de Geraldo Resende, R$ 4 milhões em recursos federais e mais R$ 400 mil de contrapartida da Prefeitura. Esses recursos possibilitaram a drenagem de águas pluviais, o rebaixamento do lençol freático, canalização das áreas alagadas, pavimentação asfáltica de todo o contorno do terreno e a delimitação com cercamento, além de implantação de pistas de caminhada internas e externas.
A praça
A Praça no interior do local está sendo implantada com o objetivo de oferecer opções de lazer, de embelezar o espaço urbano, estimular a prática de esportes, incentivar o turismo e revitalizar o Córrego Rego d'Água, um dos mais importantes mananciais urbanos de Dourados que encontrava-se totalmente degradado.
Para a implantação da praça, Geraldo Resende garantiu, em 2008, R$ 1.462.500,00 em recursos federais provenientes de duas emendas. A primeira, de R$ 975 mil (que somada à contrapartida de R$ 235 mil do Governo do Estado totaliza R$ 1,2 milhão), foi destinada para o calçamento interno e construção de quadra poliesportiva e de skate. Com essa verba também será feito um espaço para lanchonete, sanitários, área de administração e píer sobre os lagos.
A outra emenda, de R$ 487,5 mil, foi liberada pelo Ministério do Turismo em 17 de maio de 2010 para os cofres do Município e recebe uma contrapartida da Prefeitura de R$ 59.290,00 totalizando R$ 546,7 mil. Com estes recursos, será possível a implantação de iluminação e de equipamentos para a prática de esportes e lazer. Somando as emendas federais e as contrapartidas do Estado e do Município, o investimento total será de R$ 1,7 milhão. No interior da futura praça também está sendo construída uma Academia da Saúde para a qual Geraldo viabilizou 180 mil.
         Segundo o deputado a cada dia que passa, o sonho dos ambientalistas vai se tornando realidade. "Estamos vendo que o objetivo do Parque, que é garantir lazer a cerca de 50 mil pessoas residentes naquela região, além de preservar o meio ambiente, está se tornando possível. Esperamos que não haja novas paralisações e que a praça possa ser entregue o mais rápido à população", conclui.


Praça irá oferecer opções
estimular a prática de
esportes, incentivar o
turismo e revitalizar
o Córrego Rego d'Água

Legenda da foto/divulgação
Parque Ambiental do Córrego Rego d'Água, onde está sendo construída uma praça de lazer.

Ricardo Minella
04.06.13

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados