Seminário, nesta quinta-feira, vai mostrar impactos do Sisfron na Região da Grande Dourados


O município de Dourados vai sediar o projeto piloto do SISFRON – Sistema de Vigilância das Fronteiras, um abrangente e integrado sistema de sensoriamento para apoio à atuação do Exército e das demais Forças Armadas, visando à segurança do país. O assunto será tema de discussão em seminário que acontecerá nesta quinta-feira (13) na Associação Comercial e Empresarial de Dourados (ACED), a partir das 14 horas.
A realização é do mandato do deputado federal Geraldo Resende e do Exército Brasileiro, com apoio da Prefeitura de Dourados, Câmara de Vereadores e ACED. O evento contará com a presença do General João Roberto de Oliveira, Assessor Especial do Exército para o setor Cibernético e para o SISFRON, como palestrante principal.

De acordo com o deputado federal Geraldo Resende, que articula a criação da Frente Parlamentar em Defesa dos Municípios de Fronteira, é de extrema importância a população douradense tomar conhecimento da importância do SISFRON e dos impactos que o mesmo terá em Dourados e região, tanto nas áreas de segurança, tecnologia e economia.
Na área econômica, explica Geraldo Resende, os investimentos deverão impactar o setor imobiliário, comércio de diversos ramos, prestação de serviços, indústria, entre outros. O parlamentar também acredita na geração de diversas vagas no mercado de trabalho para profissionais liberais e de nível técnico.
"Serão cerca de R$ 38 milhões de investimentos somente em Dourados, por meio da 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada que é sede do projeto piloto do País. No ano passado já foram investidos, em Dourados, R$ 19 milhões em infraestrutura e tecnologia. Os setores produtivos precisam saber como participar desses investimentos", explica o parlamentar.
Em Mato Grosso do Sul, principalmente em Dourados, serão criados 991 empregos diretos e indiretos nas áreas de infraestrutura e tecnologia. Na construção civil serão 179 empregos diretos, 98 indiretos e efeito-renda para 349 pessoas. Já na área de tecnologia serão 19 empregos diretos, 98 indiretos e efeito renda para 248 pessoas.
A implantação está em fase da instalação de antenas para o monitoramento via satélite. O Exército já recebeu, em Mato Grosso do Sul, 230 viaturas entre blindados, caminhões, veículos leves e motocicletas, além de um radar SABER M-60, que tem até 60 quilômetros de capacidade de detecção.
Cobertura
O SISFRON possibilitará uma maior cobertura e produção de informações sobre a fronteira e a prevenção e combate a delitos que ocorrem nessas regiões. O sistema monitorará os 16.886 quilômetros de fronteira, uma faixa que compreende 27% do território nacional. Serão implementadas, além de estrutura física, softwares para defesa cibernética, treinamento e simulações e logística.

Legenda da foto de Gustavo Lima/Agência Câmara:
Geraldo Resende articula criação da Frente Parlamentar em Defesa dos Municípios de Fronteira.

Ricardo Minella
11.06.13

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados