Criação de centro de qualificação para jovens na fronteira dá mais um passo

A criação de parque tecnológico em Ponta Porã para formação e colocação de jovens no mercado de trabalho da região dá mais um passo nesta quarta-feira (24). Comitiva de representantes das entidades empresariais, de órgãos públicos e de políticos visita durante o dia as instalações do Parque Tecnológico Itaipu, em Foz do Iguaçu.
O grupo é liderado pelo senador Waldemir Moka (PMDB), presidente da Comissão de Assuntos Sociais do Senado e idealizador do projeto. É a segunda visita que a comitiva faz a Itaipu para conhecer o funcionamento do parque, que servirá de modelo para o projeto a ser desenvolvido em Ponta Porã. A primeira foi em julho de 2011.

"Essas visitas têm objetivo de mostrar a todos os setores envolvidos, público e privado, a importância de se ter parque tecnológico que permita a formação de jovens, retirando-os das ruas e levando-os para dentro de um projeto com esse alcance", analisa Moka.
O senador diz que a ideia é fazer com que Ponta Porã tenha condições de pôr em prática projeto semelhante ao de Itaipu, respeitando-se as características e a capacidade de investimento dos setores público e privado do Estado.
A proposta, segundo Moka, surgiu de conversa que teve com o então prefeito de Ponta Porã, Flávio Kayatt (PSDB), sobre a falta de oportunidades para a população jovem na fronteira. "Ponta Porã tem as mesmas peculiaridades de Foz do Iguaçu por estar localizado na fronteira, onde a carência de cursos técnicos é muito grande", disse.
O apoio ao projeto foi mantido pelo atual prefeito, Ludimar Novais (PPS). "O envolvimento da prefeitura é fundamental. A falta de postos de trabalho tem levado muitos jovens para a criminalidade. Ao invés de estarem aprendendo um ofício, alguns  acabam indo servir ao crime organizado, como o tráfico de drogas e de armas", alerta Moka.
No início deste ano, a Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco) também passou a fazer parte do projeto e garantiu investimentos de R$ 1,2 milhão para criação do Centro de Qualificação Social e Profissional da Fronteira.
Além de Moka, fazem parte da comitiva o deputado federal Vander Loubet (PT), a secretária de Produção, Tereza Cristina Corrêa da Costa; o prefeito de Ponta Porã, Ludimar Novais; o superintendente da Sudeco, Marcelo Dourado; o diretor do Sebrae, Cláudio Mendonça; Jaime Verruck, do Senar; o reitor da UEMS, Fábio dos Santos; o presidente da Aprosoja, Almir Dalpasquale; Ricardo da Silva Junior, da Fiems; Agnaldo Moraes Silva, assessor da Sudeco, entre outros.
Itaipu
Criado em 2003 e localizado ao lado da Usina Hidrelétrica de Itaipu, o Parque Tecnológico conta com espaços que possibilitam a promoção do conhecimento de forma integrada para a formação de adolescentes e jovens.
Com ações voltadas ao desenvolvimento do conhecimento, o instituto destaca-se por ser um ambiente de constantes avanços científicos e tecnológicos nas áreas de energia, água e turismo.
Um dos objetivos do Parque Tecnológico Itaipu é proporcionar a formação de um ambiente favorável para a inovação, pesquisa e o desenvolvimento científico-tecnológico.

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados