Eleições internas podem oxigenar PT nos municípios e no estado, afirma Zeca

O processo de renovação das direções do PT, que acontece através de eleição direta no mês de novembro, quando serão eleitos os novos diretórios do partido nos municípios, estados e no país, foi tema de reunião da corrente Construindo um Novo Brasil (CNB), que aconteceu no último final de semana em Brasília. O vereador Zeca do PT, dirigente da corrente petista no estado, participou da reunião que debateu as táticas dos nossos militantes para a disputa partidária.
Para o diretório nacional a CNB apóia a reeleição do atual presidente nacional do PT, Rui Falcão. Segundo Zeca, o nome foi consenso dentro da corrente, mas deverá disputar a presidência com outros candidatos. "Confio na reeleição do Rui Falcão. Ele tem apoio da maioria do partido e deve se reeleger".

Disputa Estadual – Zeca considera um avanço o consenso construído com o nome do prefeito de Corumbá, Paulo Duarte, para presidir o diretório estadual do PT em MS. "Nossa corrente já vinha colocando a necessidade de renovação no diretório estadual, inclusive o meu nome estava colocado pela nossa corrente para a disputa da presidência. Mas nós queremos mostrar com este gesto em prol da unidade que não se tratava de algo pessoal, mas político. O consenso em torno do nome do Paulo Duarte para presidente do diretório estadual teve boa aceitação nas bases do PT."
Zeca destaca, porém, que a sua corrente manterá a chapa para o diretório estadual. "No PT a eleição dos presidentes de diretórios é desvinculada da eleição para composição dos diretórios, que é feita de forma proporcional aos votos de cada chapa. Ocorre que o consenso, para o diretório, muitas vezes mascara o peso real de cada corrente nas bases do partido. Nossa corrente é fundadora do PT no estado, temos capilaridade nos municípios e queremos que nosso peso real – nem mais, nem menos – esteja contemplado no novo diretório estadual. Por isso estamos lançando a chapa da CNB para o diretório estadual. Esse debate será positivo. Politiza o debate e gera discussão sobre as táticas e estratégias do PT para o próximo período. Em resumo, para presidente fechamos consenso com o Paulo Duarte, para o diretório estamos construindo nossa chapa e vamos disputar".
Eleições nos municípios - Para Zeca, o futuro do PT no estado passa, também, pela renovação e oxigenação dos diretórios municipais e estadual e isso implica em reavaliar inclusive as composições feitas em diversos municípios onde o partido não lançou candidatos a prefeito em função de alianças construídas em nível estadual ou federal. "Penso que o PT deve voltar a priorizar o lançamento de candidaturas próprias, o que não significa que descartamos alianças. Mas o PT tem que voltar a disputar as prefeituras com programa e candidatos próprios, tanto para ampliarmos o número de municípios com prefeituras petistas como para elegermos boas bancadas de vereadores. E devemos desde já nos preparar para isso, do ponto de vista do programa para cada município, e também de organização em cada cidade de MS, principalmente nas cidades-pólos de cada região".
Zeca acredita também que a disputa entre chapas para os diretórios municipais pode oxigenar o partido no interior e na capital. "Onde for possível construir o consenso para presidente, como aconteceu para o diretório estadual com Paulo Duarte, a nossa corrente está aberta, mas para os diretórios estamos montando chapas em todo estado", afirma.

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados