Murilo pede sugestões para facilitar emissão do alvará de funcionamento

Prefeito se reuniu com empresários e contabilistas nesta segunda-feira e disse que intenção é facilitar para que todos trabalhem dentro da legalidade

O prefeito Murilo recebeu na manhã desta segunda-feira, em seu gabinete, empresários filiados à Aced (Associação Comercial e Empresarial de Dourados) e representantes de vários segmentos, incluindo o setor de contabilidade. O assunto debatido foi o alvará de funcionamento, documento imprescindível para uma empresa se manter em atividade e que tem proposta de mudança nas exigências para a emissão.


Estavam presentes os presidentes da Aced Antonio Nogueira e da Faems (Federação das Associações Empresariais de Mato Grosso do Sul) Antonio Freire, além dos secretários Walter Carneiro Junior (Fazenda), Jorge De Lucia (Infraestrutura e Desenvolvimento), Rogério Yuri Farias Kintchev (Meio Ambiente) e Luis Roberto Martins Araújo (Serviços Urbanos).

Murilo chamou os representantes empresariais para ouvir as reclamações e sugestões sobre o alvará, para que sejam promovidas alterações visando facilitar o acesso ao documento às empresas e principalmente aos escritórios de contabilidade. De acordo com o prefeito, a intenção da administração municipal é facilitar ao máximo para que todos possam trabalhar dentro da legalidade.
 
Atualmente, para se manter em funcionamento uma empresa deve em primeiro lugar ter o alvará da prefeitura, licenças do meio ambiente, sanitária e do Corpo de Bombeiros, além do Habite-se (documento que comprova que o empreendimento foi construído de acordo com a legislação e conforme o previsto no projeto). Para a emissão do alvará é necessário que as demais licenças estejam em dia.

A prefeitura quer reduzir o prazo para emissão e diminuir exigências no caso de renovação, além de tentar adequar as sugestões que empresários e contabilistas entendem como necessárias para melhor funcionamento do sistema. O prefeito quer reunir todas as ideias e propor à Câmara de Vereadores uma readequação do Código Tributário do Município.
 
Murilo já havia mantido reunião sobre o assunto com os responsáveis por empresas imobiliárias, quando foi apontada a responsabilidade dos proprietários de imóveis, principalmente comerciais, quanto ao Habite-se. Na oportunidade chegou-se à conclusão de que essa não seria uma atribuição do inquilino e sim do dono do imóvel. Segundo ele, o tema está aberto para discussão.

O prefeito agradeceu a presença dos empresários e considerou de extrema importância o encontro, "ma demonstração de interesse da classe em participar da administração pública municipal". Murilo reforçou ser desta forma que conduz seu governo, mantendo a transparência dos atos administrativos, levando todos os assuntos para debate com os interessados e não em conversa "de portas fechadas".

Legenda: Prefeito Murilo reunido com empresários para debater emissão de alvará de funcionamento
Crédito: A. Frota

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados