Obras de Escola Técnica Federal de Dourados começam nos próximos dias, anuncia Geraldo Resende


         O Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia (IFMS) publicou nesta quinta-feira (11), no Diário Oficial da União (DOU), o resultado do processo licitatório para a construção do campus do Instituto Federal de Dourados. A obra significará um investimento de R$ 5.555.061,50, já descentralizados para o IFMS pelo Ministério da Educação.
         Segundo o deputado federal Geraldo Resende (PMDB), o início das obras será anunciado após entendimentos entre o reitor do Instituto Federal, Marcus Aurélius Stier Serpe, o prefeito Murilo Zauith e a bancada federal de Mato Grosso do Sul, o que deve acontecer nos próximos dias. A estrutura vai ser construída em área de 50 mil metros quadrados, na região do Jardim Canaã I, em terreno doado pelo Município.    
    
         O anúncio é resultado de articulações que vinham sendo feitas pelo deputado federal Geraldo Resende desde 2005, juntamente com outros integrantes da bancada federal da época. Essas gestões resultaram na inclusão de Dourados, assim como das cidades de Naviraí e Jardim, no novo plano de expansão de campi de Escolas Técnicas Federais do governo federal.
         Anteriormente, Mato Grosso do Sul já havia sido contemplado com sete unidades de escolas técnicas federais, nas cidades de Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Ponta Porã, Nova Andradina e Três Lagoas. Algumas dessas escolas deverão ser inauguradas nos próximos dias pela presidente Dilma Roussef.
          "Luto para Dourados e outros municípios de Mato Grosso do Sul terem uma instituição de educação técnica desde 2005, em meu primeiro mandato como deputado federal", afirma Geraldo Resende. "Dourados somente não foi contemplado antes porque o Ministério da Educação alegava que o Município tinha acabado de receber a Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), razão por que seriam priorizadas outras cidades".
         Geraldo lembra que além de gestores anteriores, foi autor das emendas 1, 2, 3, 9 e 10 ao Projeto de Lei 7.268 do ano de 2006, que dispunham sobre a criação de escolas técnicas e agrotécnicas federais em municípios de Mato Grosso do Sul. Também apresentou, em 2009, o Projeto de Lei 5531, instituindo um campus do IFMS em Naviraí. Em 2007 e 2001, o parlamentar apresentou novos projetos de leis e emendas com o mesmo objetivo.
         Em dezembro do ano passado, Geraldo Resende organizou, em conjunto com a Prefeitura Municipal e o IFMS uma audiência pública oficial, para discutir com a sociedade quais cursos serão oferecidos em Dourados, que poderão ser de técnico em edificação, automação, metalurgia e designer e cursos superiores de mecânica, vestuário e moveleiro, dentre outros.
                O IFMS, assim como os outros 37 Institutos espalhados pelo País foi implantado em 2008, por meio da política de reestruturação do ensino profissionalizante. Hoje os campi de Mato Grosso do Sul atendem a 6.850 estudantes e comporta 457 servidores.
         No Brasil, a rede federal está vivenciando a maior expansão de sua história. De 1909 a 2002, foram construídas 140 escolas técnicas no país. Entre 2003 e 2010, o Ministério da Educação entregou à população as 214 previstas no plano de expansão da rede federal de educação profissional. Além disso, outras escolas foram federalizadas.
         O MEC está investindo mais de R$ 1,1 bilhão na expansão da educação profissional. Atualmente, são 354 unidades e mais de 400 mil vagas em todo o país. Com outras 208 novas escolas previstas para serem entregues até o final de 2014 serão 562 unidades que, em pleno funcionamento, gerarão 600 mil vagas.

Legenda da foto:
Modelo de prédio da Escola Técnica Federal, de acordo com projeto padrão.

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados