Vetorial investe R$ 22 milhões em Dourados para produzir carvão vegetal


Carvão de alta qualidade será utilizado na produção do ferro gusa; unidade vai gerar 35 empregos diretos

O Grupo Vetorial está investindo R$ 22 milhões em Dourados para a produção de carvão vegetal de alta qualidade em sua nova Unidade Produtora de Carvão – UPC Duarte Ramos. O empreendimento fica na Fazenda Figueira, no distrito de Itahum. O carvão, produzido a partir do eucalipto, será utilizado na mistura para a produção do ferro gusa nas unidades industriais de Corumbá e Ribas do Rio Pardo.


De acordo com a Vetorial, a área plantada com eucalipto é de mil hectares em Dourados, capaz de produzir 340 mil m³ de madeira, que será processada em 40 fornos de alta performance.

Representantes da empresa se reuniram com a secretária de Desenvolvimento Econômico Sustentável Neire Colman para falar da contratação dos 35 funcionários que vão trabalhar na colheita da madeira e na unidade de produção de carvão vegetal. Além disso, a empresa vai gerar outros empregos indiretos.

A contratação será feita pelo Ciat (Centro Integrado de Atendimento ao Trabalhador). A Vetorial busca trabalhadores com perfil para atividades administrativas e de operação de máquinas, já que todo o sistema de produção é mecanizado. Para a colheita da madeira, por exemplo, será utilizado o mesmo sistema das indústrias de celulose de Três Lagoas.

O prefeito Murilo comemora o investimento em Dourados. "É mais uma grande empresa que vem investir no nosso município, utilizando alta tecnologia e gerando emprego e renda. As grandes empresas estão com o foco voltado para Dourados".

De acordo com Neire Colman, é importante ressaltar que o investimento abre mais um setor de desenvolvimento econômico para Dourados. "Temos agora também o plantio de florestas e sua industrialização".

A empresa informa que os equipamentos chegam ainda este mês para o início da produção de carvão vegetal já em setembro. A área de eucalipto já está pronta para o corte.

A VETORIAL
O Grupo Vetorial foca suas atividades no setor mínero-siderúrgico, carvão vegetal e ferro gusa. É um dos maiores produtores independentes de ferro-gusa no Brasil. A empresa foi fundada em 1969, tem sede em Belo Horizonte, mas concentrou sua atuação em Mato Grosso do Sul onde é responsável pela geração de mais de 1.000 empregos diretos.

A estrutura é verticalizada com negócios independentes. A Vetorial Energética (gestão florestal e produção de carvão vegetal) tem plantio atual de 40 mil hectares em Ribas do Rio Pardo, Água Clara, Nova Andradina e agora Dourados. A proposta é chegar a 80 mil hectares em 2017.

A Vetorial Mineração produz em Corumbá (Maciço de Urucum) e exporta minério de ferro. A Vetorial Siderurgia produz ferro gusa em Corumbá, Campo Grande e Ribas do Rio Pardo. A outra empresa do grupo é a Log Brasil, empresa de logística estabelecida em Castro, no Paraná.

Legenda: Produção de ferro gusa da Vetorial, que vai investir R$ 22 milhões em Dourados para produzir carvão vegetal
Crédito: Divulgação

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados