Canasul e Agrometal contribuem para desenvolver setor sucroenergético

Na cerimônia de lançamento do 7° Canasul (Congresso da Cana de Mato Grosso do Sul) e da 3ª Feira Agrometal do Mato Grosso do Sul, na noite desta segunda-feira no centro de eventos da Unigran, representantes de entidades, empresários e convidados ligados ao setor sucroenergético destacaram a importância dos eventos, que ajudam a movimentar o setor na região de Dourados. Outro destaque foi o pioneirismo da cidade para o desenvolvimento de um projeto de apoio ao setor sucroenergético para a região.



Para o presidente do Sindicato Rural de Dourados, Marisvaldo Zeuli, os eventos impulsionam o setor sucroenergético, que já está consolidado em Dourados. "Dourados entendeu a importância do setor sucroenergético para Mato Grosso do Sul e respondeu com esse projeto de apoio".




O presidente da Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul) Sérgio Longen disse que o desenvolvimento só é possível por meio da união de pessoas com o mesmo objetivo e para ele, o Sistema S tem contribuído para esse desenvolvimento, qualificando mão de obra. "O sucesso passa pela relação dos parceiros, que se juntam para criar oportunidades e as condições de crescimento. Acredito que o trabalho desenvolvido atualmente pelo prefeito Murilo vai trazer mais investidores, renda e emprego para Dourados".



O presidente da Biosul (Associação dos Produtores de Bionergia de Mato Grosso do Sul), Roberto Hollanda Filho reforça que esta edição do Canasul e Agrometal mostra que Dourados está caminho certo. "O momento é de aproveitar o potencial existente na cidade, com solos férteis para a produção; discutir com os investidores o que se precisa e movimentar ainda mais o setor no município", diz, lembrando que "não existe dúvida que mais estas edições do Canasul e Agrometal serão um grande sucesso, como todos os eventos que acontecem em Dourados".



Para o diretor superintendente da Usina São Fernando Paulo Escobar, os dois eventos são um apoio bastante importante e uma forma de movimentar o setor sucroenergético e também incentivar mais empresas que atendem as indústrias a se instalarem no município.



O projeto pioneiro em incentivar o setor sucroenergético gera redução de custos às indústrias, pois contribui para a manutenção de forma mais rápida e barata, além de gerar empregos no em Dourados. "É um grande projeto do prefeito Murilo, que teve essa visão em implantar o polo sucroenergético. Ainda é pequeno, mas tende a prosperar a cada ano, por isso a importância de eventos como esses", disse Paulo Escobar.

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados