Deputada reconhece necessidades de africanos, mas critica perdão de dívidas

A deputada estadual Dione Hashioka (PSDB-MS) condenou disposição da presidente Dilma Rousseff de perdoar a dívida de países africanos. "Não que eles não tenham necessidades, mas os brasileiros também têm. Esses recursos poderiam ser investidos, por exemplo, em saúde e educação", comentou Dione.

Conforme relatou nessa segunda-feira (4/8) o jornal O Globo, a anistia vai beneficiar ditadores e mandatários acusados de corrupção. O perdão pode atingir o montante de R$ 1,9 bilhão.

Dentre os países devedores constam Congo-Brazzaville, Sudão, Gabão e Guiné Equatorial. O jornal informa que pesam contra os presidentes desses países, alguns de seus familiares e principais assessores acusações até de genocídio, além de roubo e desvio de dinheiro público, enriquecimento ilícito, corrupção e lavagem de dinheiro.


Foto: Marcos Souza

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados