Dourados agora tem “Fanfarra nas Escolas”

Como estratégia de disseminação da cultura musical e de aproximação entre a escola e a comunidade, a Prefeitura de Dourados através das secretarias de Educação e de Cultura lançou o "Fanfarra nas Escolas". Trata-se de um projeto que envolve as fanfarras escolares no período de férias, como forma de proporcionar descontração às crianças e oportunidade de iniciar a aprendizagem musical.

De forma individual ou coletiva, os alunos têm aulas de teoria musical, marcialidade, respeito à pátria, artes visuais e expressão corporal, contribuindo para a efetivação da Lei 11.769/2008, que inclui o ensino de atividades musicais no currículo da educação básica e para a promoção da cultura de paz nas escolas.


O projeto de fanfarras está intimamente relacionado às políticas de juventude, de prevenção às drogas e de estímulo à criatividade, que são focos da administração do prefeito Murilo.

Conforme a secretária de Educação Marinisa Mizoguchi, a música tem se configurado de inúmeras formas no espaço escolar. "Se a educação musical ainda não é prática oficializada, os grupos vocais e instrumentais assumem papel importante no que se refere à socialização, à disciplina e à ampliação de experiências musicais".

Para o secretário de Cultura Carlos Fábio Selhorst dos Santos, Dourados tem uma ligação muito intensa com a música de bandas e fanfarras, lembrando os concursos que antes aconteciam em nossa cidade. "Esse projeto poderá ser o primeiro passo para a retomada dos antigos concursos, já que incentiva a juventude a participar, na sua escola e com isso buscar novos horizontes".

ESCOLAS
Onze escolas da Rede Municipal de Ensino que já possuem os instrumentos para a prática estão sendo contempladas com as aulas de sopro e percussão: Neil Fioravanti, Clarice Bastos Rosa, Aurora Pedroso de Camargo, Etalívio Penzo, Armando Campos Belo, Loide Bonfim Andrade, Padre Anchieta, Fazenda Miya (ambas distritais), Laudemira Coutinho de Melo e Vereadora Albertina Pereira de Matos.

As secretarias de Educação e de Cultura disponibilizam instrutores que vão até as unidades escolares para, além de ensinar e ensaiar as crianças, formar novos instrutores e agentes para que a música se torne permanente no ambiente escolar.

Legenda: Alunos da Escola Neil Fioravante durante aula de fanfarra; projeto criado pela prefeitura chega a 11 escolas
Crédito: A. Frota

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados