Elias Ishy quer entrada franca no Douradão para idosos, crianças e portadores de necessidades especiais


Ishy propõe entrada franca para idosos, crianças e portadores de necessidades especiais em eventos no Douradão

Projeto de Lei apresentado pelo vereador Elias Ishy (PT) na Câmara de Dourados na sessão ordinária desta terça-feira (13) pretende tornar gratuita a entrada de crianças de até 12 anos, idosos entre 65 anos (homens) e 60 anos (mulheres) e portadores de necessidades especiais nos eventos realizados no Estádio Frédis Saldivar, o Douradão.



A ideia o parlamentar é assegurar a essas pessoas os direitos já previstos nos estatutos do Idoso, da Criança e do Adolescente, e no da Pessoa com Deficiência. "A Câmara deve aprovar este projeto para garantir que esses direitos sejam realmente efetivados e seja possível proporcionar maior socialização, participação e entretenimento a essa parcela da população que muitas vezes fica à margem desses benefícios por omissão do poder público", ressalta Ishy.


Conforme o artigo 1º do Projeto de Lei, "ficam  dispensados  do  pagamento  de  ingressos,  no  Estádio  Frédis Saldivar  de  Dourados,  os  deficientes  físicos,  crianças  de  até  12  (doze)  anos que  estejam  acompanhados  de  responsável,  os maiores  de  sessenta  e cinco  anos,  se  do  sexo  masculino,  e  de  sessenta  anos,  se  do  sexo  feminino,  para desfrutar  de  lazer,  entretenimento  artísticos,  culturais  e  esportivos  oferecidos nestes espaços públicos".


Ishy ainda ressalta que outros estádios municipais já concedem benefícios deste gênero em todo o Brasil. "O  presente  projeto  vem  de  encontro  com  o  que  dispõe  o  Estatuto da  Criança  e  do  Adolescente,  do  Deficiente  Físico  e  do  Idoso,  que  assegura o  direito  a  educação,  cultura,  esporte,  lazer,  diversões,  espetáculos,  que respeitem sua peculiar condição", define o parlamentar no artigo 2º do PL.


O Douradão foi inaugurado em 1986 e é a casa dos times douradenses que disputam campeonatos de futebol. Em algumas ocasiões, também serve às equipes da região que precisem de campos maiores e elevada capacidade de público, o que já lhe fez receber consagrados nomes do futebol brasileiro tanto em competições de âmbito nacional (como a Copa do Brasil) quanto em amistosos.

Legenda –
Entrada franca beneficiará parcela da população com direito já assegurado através de estatuto – Foto: Divulgação


Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados