Indígenas e movimentos sociais debatem nesta sexta luta pelas demarcações em MS

Acontece nesta sexta, 9, uma "roda de conversa" entre lideranças indígenas e movimentos sociais de Campo Grande. O objetivo é fazer uma reflexão sobre os últimos acontecimentos a respeito do processo demarcatório das terras indígenas no estado. Segundo Dionedson Terena, um dos organizadores do evento, "os indígenas querem agradecer aos movimentos sociais o apoio que tem recebido na sua luta pela recuperação das suas terras tradicionais no estado e também refletir junto sobre o momento que estamos vivemos e quais as perspectivas para o futuro próximo, neste semestre".

Segundo Dionedson, os indígenas e movimentos sociais têm se aproximado no estado, ao verem que têm problemas comuns e que a unidade na luta é importante para o fortalecimento de todos. "Indígenas, sem-terra, quilombolas e assentados começaram a ver que pode existir uma unidade pois nosso pais é imenso, tem terra para todos, mas elas estão concentradas nas mãos do latifúndio. Por isso defendemos a demarcação das terras indígenas, a titulação das terras quilombolas e a reforma agrária".
O evento está sendo promovido pela Rede de Educação Cidadã-MS (Recid-MS) que trabalha no estado com oficinas, encontros e seminários voltados para a educação popular. A roda de conversa acontecerá nesta sexta (09), das 13h às 18h na casa da Recid localizada à rua José Antônio, 2170 – Jardim Brasil, no espaço Teatral Grupo de Risco, em Campo Grande.

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados