OAB quer eleições limpas

Em reunião realizada ontem (13) entre a diretoria da 4ª subseção da OAB/MS e representantes de vários segmentos da sociedade, foram definidas estratégias para a coleta de assinaturas visando contribuir para o projeto de iniciativa popular denominado 'Eleições Limpas', desenvolvido pela entidade em nível nacional.

Entre os principais tópicos apontados no projeto Eleições Limpas consistem na proibição de doações em campanhas patrocinadas por grandes empresas, apresentando um novo modelo de financiamento mais justo, onde o cidadão (pessoa física) por iniciativa própria poderá contribuir com seu candidato com o valor máximo de R$ 700,00.



Também apresenta proposta de extinção do 'voto legenda' e fidelização partidária, sendo que o candidato também fica proibido de mudar de partido durante seu mandato, acabando de vez com o troca-troca partidário.


De acordo com o presidente da OAB em Dourados, Felipe Azuma, para que o projeto seja votado no Congresso Nacional necessita de 1,5 milhões de assinaturas, distribuídos em cinco estados. No Mato Grosso do Sul a mete é pelo menos 5 mil assinaturas, com prazo de entrega até o dia 26. "É possível estabelecer este número só em Dourados, tendo em vista a participação popular e da sociedade organizada que assimilou a ideia e necessidade de um reforma política eleitoral", afirmou.


Participaram do encontro realizado na tarde de ontem na sala de reuniões da 4ª subseção da OAB, diretores do Hospital Evangélico, Lions Clube, Sindicom, Aced, Rotary Clube, membros do PSB, líderes de bairros e  representantes da Igreja Católica e Maçonaria.


LEGISLATIVO


Ainda na noite de ontem, o presidente da 4ª Subseção da OAB, Felipe Azuma, usou a tribuna da Câmara Municipal de Dourados para explanar sobre o projeto aos vereadores e afirmou que caso o mesmo seja aprovado ainda este ano no Congresso as novas regras devem valer a partir das eleições do próximo ano. "Este é um momento singular, onde toda a sociedade brasileira pode contribui para que aconteça uma reforma política eleitoral", disse.


As assinaturas também podem ser coletadas na internet pelo endereço eletrônico www.eleicoeslimpas.org.br




Foto: João Pires

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados