Sindicatos protestam contra projeto da Terceirização do Trabalho em frente à Fiems

 Um grupo de sindicatos, capitaneados pela CUT (Central Única dos Trabalhadores), realizou nesta terça, 6, um protesto em frente à Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul (FIEMS) contra  Projeto de Lei que trata da terceirização do trabalho no Brasil. Para os sindicalistas, o projeto trás embutido o perigo de regressão em direitos históricos estabelecidos na CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). Durante o ato a avenida Afonso Pena chegou a ser interrompida pelos sindicalistas e trabalhadores presentes na manifestação.


A regulamentação da terceirização é vista com reservas pelos sindicatos pelo perigo de regressão nos direitos já conquistados. É o que afirmou o presidente da CUT-MS, Genilson Duarte, para quem a tramitação do projeto no congresso nacional vai contra os interesses dos trabalhadores. "Não podemos aceitar a retirada de direitos, como férias, décimo-terceiro, horas-extras, e outros garantidos na CLT. Direito não se retira, direito se amplia. Queremos a compreensão da sociedade sobre o que realmente significa esse projeto". Segundo Genilson, as centrais sindicais não descartam a convocação de greve nacional contra a aprovação do projeto no congresso.
O diretor do Sinergia-MS, Elvio Marcos Vargas, Também falou contra o projeto destacando que uma das conseqüências será o que chama de "precarização" do trabalho, com o corte de direitos. "Não queremos um país de primeira com emprego de terceira".
Já a professora, e dirigente da CUT-MS, Sueli Melo disse que o ato é uma defesa dos direitos dos trabalhadores. "Hoje, em todas as capitais e principais cidades do país, estamos realizando este alerta nacional, contra o projeto de lei da terceirização, que legaliza o trabalho precário, com salários baixos, sem os diretos da CLT. Por isso somos contra o PL 4330".

Fotografias do ato estão em anexo

06/08/2013

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados