Solenidade de abertura do IV SEREX enfatiza o papel social da universidade na criação de oportunidades

Na noite desta segunda-feira, dia 19 de agosto, aconteceu a abertura VI Seminário Regional de Extensão da Região Centro-Oeste (SEREX). Na mesa de abertura estiveram representantes das principais universidades de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais e Distrito Federal.

O pró-reitor de Extensão da UEMS, Edmilson de Souza, agradeceu o empenho das equipes de técnicos-administrativos que participaram do ciclo de organização do evento, e destacou também o apoio de professores e alunos que ajudaram a estruturar o evento.
A pró-reitora de Extensão da UFGD, professora Celia Delácio, explanou sobre a programação convidando os participantes do seminário a aproveitar intensamente cada espaço do evento, para promover a troca de experiências entre universidades.

Celia destacou que a UFGD tem apenas oito anos de criação, e que apesar da pouca experiência, as ações de extensão que já vem sendo realizadas dão mostras de que a universidade nasceu com uma missão e compromisso de manter-se articulada com diferentes grupos da sociedade sul-mato-grossense.
Ainda, a pró-reitora enfatizou que essas ações de extensão só são possíveis com o envolvimento e compromisso dos discentes e docentes da UFGD, que compreendem o papel cidadão da universidade pública brasileira. Conforme Célia, o papel da PROEX é dar condições para que as ações de extensão se realizem, e para isso várias iniciativas têm sido executadas. Um exemplo citado pela professora foi a Incubadora de Tecnologias Sociais e Solidárias (ITESS), onde estão encubados nove grupos de produção solidaria, onde se promove a autonomia econômica e valorização de saberes populares. Ela também citou a iniciativa de aumentar o prazo do edital do financiamento dos projetos de extensão de um para dois anos, o que fortalece os laços com as comunidades atendidas, firmando o compromisso com as pessoas que recebem os grupos extensionistas, e qualifica as ações.
Ainda na abertura, o reitor da UEMS, professor Fabio Edir Santos Costa, deu as boas-vindas a todos. Ele ressaltou que a interação entre duas universidades públicas que ocupam o mesmo espaço físico, como é o caso da UFGD e da UEMS que estão instaladas na mesma Cidade Universitária, por si só é uma troca muito rica de experiências.
O reitor da UFGD, professor Damião Duque de Farias, que auxilie as universidade na implantação de políticas mais responsáveis e adequadas às demandas sociais. “A universidade tem o desafio de se atualizar diante de um processo de globalização, de internacionalização do conhecimento e das tecnologias, mas ao mesmo tempo a instituição universitária tem que reforçar seus compromissos em relação ao aprofundamento da democracia, da ampliação da inclusão social, ao desenvolvimento regional, a construção de uma cultura de paz e solidariedade, e isso se dá muito fortemente através das ações de extensão”, analisou o professor Damião.

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados