ACED, Prefeitura e Câmara discutem Código de Postura de Dourados

A cidade de Dourados está num período de crescimento e desenvolvimento econômico, todos os dias surgem novas indústrias, lojas e estabelecimentos comerciais trazendo um aumento no volume de produtos disponíveis para o consumidor; e junto a isso, aparecem problemas relacionados à exposição de alguns produtos pelos comerciantes, que abusam do bom senso e acabam invadindo as calçadas ou até mesmo as ruas.
Para uma análise melhor do Código de Postura do município, e buscando um fortalecendo da campanha para a divulgação do código para os comerciantes, foi realizada na ACED, uma reunião entre a Prefeitura, a Câmara de Vereadores e os órgãos fiscalizadores. Participaram, o presidente da ACED, Antonio Nogueira, e o diretor Romualdo Diniz; o secretário de Serviços Urbanos, Luiz Roberto; o presidente da Câmara, vereador Idenor Machado e o coordenador de fiscalização e postura, Luiz Carlos Lopes.

Durante a reunião diversos assuntos foram abordados, rebaixamento de calçadas, exposição de mercadorias nas vias públicas, piso tátil, acessibilidade, entre outros. Segundo o presidente da ACED, Antonio Nogueira, os comerciantes precisam se ajustar ao código e seguir as regras determinadas pela Lei.
"Nossa cidade está crescendo, e com isso enfrentamos problemas todos os dias. Muitos comerciantes deixam de cumprir a lei por falta de informações sobre o código de postura, pedimos que se atentem para o problema, e permitam que nossas calçadas fiquem livres e acessíveis, e que a cidadania possa ser exercida por todos os douradenses", disse Nogueira.
Os comerciantes que expõem produtos, mesas e cadeiras sobre as calçadas estão na mira dos fiscais do Código de Postura de Dourados. "Esperamos que seja tudo resolvido, e que os comerciantes entendam que não queremos prejudicar o comércio, e sim garantir aos consumidores o direito de ir e vir, principalmente no que diz respeito as calçadas; observamos que após os eventos de liquidação nas lojas, o problema de exposição de mercadorias nas calçadas se agravou, o pessoal precisa se conscientizar", disse Lopes.
Foto: Assessoria
Legenda: Código de Postura volta a ser discutido; comerciantes devem ficar atentos e se adequar para evitar multas

--
Cordialmente

Kauhê Prieto
Jornalista - MTB 109/MS

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados