“Agecold contribui para o desenvolvimento econômico com responsabilidade ambiental”, diz Alan Guedes


É fato: a crescente industrialização e o desenvolvimento trouxeram novas demandas e preocupações para a gestão ambiental. O lixo produzido nas cidades é cada vez mais constituído de elementos de difícil degradação. Em Dourados não é diferente. Segundo dados do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Comdam), o município produz por morador quase um quilo de lixo por dia.

No entanto, por meio de processos de reciclagem o impacto ambiental e social desses resíduos podem ser minimizados. Um exemplo disso é o trabalho desenvolvido pela Associação dos Agentes Ecológicos de Dourados (Agecold), através do projeto "Recolhe, Recicla", cujo objetivo é coletar materiais recicláveis, valorizar o trabalho dos catadores além de conscientizar a sociedade da necessidade de reduzir a emissão de lixos e resíduos ao meio ambiente.
 
O vereador Alan Guedes (DEM) que é também professor de direito ambiental e membro da Comissão do Meio Ambiente da Câmara Municipal, ao lado dos vereadores Madson Valente (DEM) e Silas Zanatta (PV), visitou a Agecold e conheceu a realidade do local,  bem como a dos profissionais que ali trabalham.

Segundo ele, a Associação tem desenvolvido um trabalho exemplar na redução do impacto ambiental dos resíduos sólidos urbanos. "A Agecold, ajuda a promover a geração de renda dos associados de forma sustentável e contribui para o desenvolvimento econômico com responsabilidade ambiental", destacou o vereador.

De acordo com a coordenadora do projeto, Ivete Pedroso, as atividades da organização começaram em 2001 e hoje a Agecold é composta por 12 catadores que trabalham na triagem e seleção dos materiais recolhidos por meio da coleta seletiva, realizada em 12 bairros de Dourados. Ivete também destaca o trabalho desenvolvido pelos associados. "Todos eles têm consciência da sua responsabilidade social para a comunidade".

Duas reuniões já foram realizadas entre a Comissão da Câmara, o Instituto do Meio Ambiente de Dourados (Imam) e Agecold. "O prédio da Agecold é pequeno e não comporta todas as atividades realizadas pela Associação. Também estamos cientes da necessidade de melhores equipamentos. Por isso buscaremos alternativas que possibilitem a melhoria das atividades ali executadas e também a infraestrutura do local", afirmou Alan Guedes. Atualmente, a Agecold conta com duas prensas e um cortador de papel em operação. Por dia, são separadas cerca de uma tonelada de material reciclável. (Assessoria Parlamentar) 
Foto: Thiago Morais
Legenda: Vereador conhece as instalações da Agecold.

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados