Fiscalização do Programa Mais Médico é preocupação do Vereador Alan Guedes


Os profissionais inscritos no Mais Médicos, programa federal que tem como objetivo levar médicos para regiões carentes do país, começam a atuar nos municípios a partir deste mês. Esta foi uma das temáticas discutidas na reunião do vereador Alan Guedes (DEM) com o diretor da faculdade de ciências da saúde da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Dr. Júlio Croda.

Para o vereador, os profissionais estrangeiros precisam conhecer a realidade das cidades onde irão trabalhar. "Dourados [apesar de não receber nesta primeira etapa médicos do programa] e diversos municípios enfrentam dificuldades para suprir a demanda nos atendimentos à saúde. Cada cidade tem suas peculiaridades, por isso temos que fiscalizar a execução do programa para não gerar problemas futuros a população." afirmou Alan Guedes.


Segundo o Ministério da Saúde, 25 médicos foram selecionados para trabalhar em Mato Grosso do Sul, sendo que 13 deles têm registro profissional fora do País. Eles vão atuar nas cidades de Campo Grande, Corumbá, Ponta Porã, Caracol e Sete Quedas. Nesta primeira etapa, sete médicos irão trabalhar na capital do Estado e quatro em Corumbá. As outras cidades aguardam as próximas fases do programa. No Brasil estão participando 244 formados no exterior, e cerca de 400 cubanos que vieram ao País por meio do convênio entre a Organização Pan-Americana da Saúde e os governos do Brasil e de Cuba.

Audiência
No dia 8 de julho, por proposição do Vereador Alan Guedes, aconteceu na Associação Comercial de Dourados a audiência pública sobre a contratação de médicos com diplomas estrangeiros sem o exame revalida. O evento que debateu também a atual situação da saúde pública do Brasil foi de grande importância para esclarecimentos e discussão a cerca do tema.

O palestrante, deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM), se posicionou contrário à medida e afirmou que o Governo Federal com essa atitude está camuflando a crise na saúde pública, principalmente após a população ter ido às ruas para reivindicar mais direitos.

A audiência ainda contou com a presença do deputado estadual Zé Teixeira (DEM), do representante do Conselho Regional de Medicina do Mato Grosso do Sul (CRM/MS), Dr. Takeshi Matsubara, do diretor social da Associação Médica, Dr. Tenir Miranda, do diretor administrativo da Unimed Dourados, Damacir Iácono, do diretor da faculdade de medicina da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Júlio Henrique Croda, acadêmicos do curso e significativa parcela da classe médica douradense.



Foto: Assessoria
Legenda: Alan Guedes em reunião com o Dr. Júlio Croda

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados