Começam obras do Instituto Técnico Federal em Dourados

Campus vai oferecer cursos técnicos e superiores no Canaã I. Projeto vai custar R$ 5,5 milhões garantidos através de luta do depurado federal Geraldo Resende.
Começaram as obras do Instituto Técnico Federal de Dourados. O Campus está sendo construído em área localizada na Rua Filinto Miller, no Jardim Canaã I e as obras estão em fase de fundações e estaqueamento. O deputado Federal Geraldo Resende, que atua há mais de seis anos na implantação do projeto em Dourados, esteve no canteiro de obras na última segunda-feira. Para ele, a conquista de uma unidade do Instituto Federal é uma iniciativa que vai mudar radicalmente o perfil econômico de Dourados, assim como ocorreu em outras regiões do país. "Estávamos certos quando, desde 2006, engajamos nesta luta".

De acordo com o cronograma, as obras terminam em 390 dias. O prazo passou a ser contado no dia 9 de agosto, data da emissão do contrato entre o Instituto Técnico Federal e a empreiteira responsável pelos trabalhos.  O projeto prevê a construção de dois blocos (A e B) de 1.546 m² cada, quadra poliesportiva, guarita, fechamento do terreno, pavimentação e iluminação externa. O custo inicial da obra é de aproximadamente R$ 5,5 milhões, recursos garantidos através de Geraldo Resende como membro da Bancada Federal. O terreno de 50 mil metros quadrados foi doado pela Prefeitura de Dourados avaliado em R$ 500 mil.
Cursos - Em dezembro do ano passado o parlamentar, juntamente com a Prefeitura e o Instituto Técnico Federal realizaram audiência pública na Câmara de Vereadores para  extrair um indicativo de cursos que poderão ser ofertados na unidade local, sendo quatro técnicos (Edificações, Automação Industrial, Metalurgia e Designer de Produtos) e três superiores (Fabricação Mecânica, Produção em Vestuário e Produção Moveleira).
Essas indicações são resultado de um levantamento que foi feito pela Secretaria de Indústria e Comércio do Município, junto a instituições de apoio e ensino nas áreas de indústria e serviços, como Sebrae, Senai, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), entre outras. De acordo com informações do Instituto Técnico Federal, a proposta passará por avaliação do Conselho Superior da instituição, que definirá quais os cursos são viáveis para a instalação num primeiro momento. 
A conquista da unidade de Dourados faz parte de um pacote lançado pela Presidente Dilma Roussef em agosto do ano passado, dentro da terceira fase do Plano de Expansão da Rede Federal de Educação. Para Mato Grosso do Sul, também foram incluídos, nesta etapa, os municípios de Naviraí e Jardim. Na ocasião, a presidente garantiu que até 2014 serão inauguradas quatro novas universidades federais, no Norte e no Nordeste; 47 novos campi a partir da expansão de universidades já existentes, além de 208 novas escolas técnicas em 200 municípios, visando atender 1,2 milhão de alunos nas universidades federais e outros 600 mil, nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia.
Foto: Assessoria
Leg:
Geraldo Resende, que atua há mais de seis anos na implantação da obra em Dourados, esteve no canteiro de obras na última segunda-feira.

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados