Geraldo Resende destaca início de duplicação da Avenida Guaicuurs


Projeto deverá custar cerca de R$ 32 milhões e prevê
a duplicação numa extensão de 11,6 quilômetros.

         O início das obras de duplicação da Avenida Guaicurus, que aconteceu essa semana é a vitória de toda a comunidade douradense, que se mobilizou em favor do projeto por meio de suas instituições e entidades representativas.
         A opinião é do deputado federal Geraldo Resende, que integrou a luta e, junto com a Prefeitura de Dourados, Câmara de Vereadores e Comitê Pró-Duplicação, realizou em maio, audiência pública que reivindicou a inclusão da obra no Programa "MS Forte 2".

         Na audiência, Geraldo Resende e o presidente da Câmara de Vereadores Idenor Machado, entregaram ao governador André Puccinelli documento assinado por diversas lideranças, pedindo a inclusão da obra de duplicação da Avenida Guaicurus nos trechos entre a Avenida Aziz Rasselen e o acesso ao aeroporto, a Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) e a Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD).
         O projeto deverá custar cerca de R$ 32 milhões e prevê a duplicação numa extensão de 11,6 quilômetros. No projeto, estão previstas as construções de cinco rotatórias de acessos e de retornos, 10 redutores de velocidade, 24 paradas de ônibus e 11,1 metros de ciclovias. Só no ano passado foram registradas 36 vítimas fatais nesta via.
             História
            Segundo Geraldo Resende, o governador André Puccinelli já havia assumido, em 2010, o compromisso de executar a duplicação da Avenida Guaicurus, fato ocorrido durante o lançamento das obras da Rodovia Perimetral Norte, em 2010.
         Para Geraldo, a duplicação da Avenida Guaicurus é uma necessidade que está comprovada há mais de 10 anos, por causa do fluxo crescente de trânsito na única via que demanda à Cidade Universitária, aeroporto, Exército e diversas empresas, bem como à Rodovia MS-270, que liga a sede do Município ao Distrito de Itahum.
         "Além disso, diversos bairros estão surgindo naquela região da cidade. Somente para a Cidade Universitária, a previsão é de que até 2014, haverá um fluxo diário de 14 mil pessoas", ressalta Geraldo, lembrando que a luta pela duplicação da Avenida Guaicurus é antiga, sendo que a primeira manifestação aconteceu durante o lançamento da Perimetral Norte, por servidores da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e do Exército, com a participação do próprio parlamentar.

Legenda a foto
Obras de duplicação da Avenida Guaicurus tiveram início essa semana, começando nas proximidades da figueira

Ricardo Minella
01.10.13


Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados