Aeroporto de Dourados vai receber investimento federal



Município é um dos 270 do Brasil e um dos nove de Mato Grosso do Sul que vão receber recursos do "Programa de Investimentos em Logística: Aeroportos", lançado em 2013



Duas equipes do consórcio IQS-PJJ, formado pelas empresas IQS Engenharia e PJJ Malucelli, vistoriaram o aeroporto de Dourados neste mês. O município é um dos 270 do Brasil e um dos 9 de Mato Grosso do Sul escolhidos para receber recursos do "Programa de Investimentos em Logística: Aeroportos", lançado em 2013 pelo governo federal para fortalecer o sistema aérea brasileiro.



Na semana passada, técnicos fizeram levantamento topográfico e ainda testes para verificar a resistência da pista. Uma semana antes, uma equipe executiva iniciou os estudos para levantar as necessidades de investimento, de acordo com a demanda atual e futura de operações na cidade. A empresa também faz levantamento aerofotométrico, de impacto ambiental e avaliações técnicas das adequações necessárias.



"Nós não sabemos o quanto será investido e o que será feito; eles estão investigando as necessidades e demandas dos aeroportos brasileiros e com base nisso serão definidas as prioridades e a necessidade de obras", explica o diretor do aeroporto, Juliano Domingos.



Em Mato Grosso do Sul serão aplicados recursos nos aeroportos de Dourados, Bonito, Corumbá e Três Lagoas, que têm voos regulares, e ainda em Naviraí, Nova Andradina, Costa Rica e Coxim. Campo Grande já este em obras. A previsão é de investimento de R$ 201,4 milhões nesses aeroportos. No país serão R$ 7,3 bilhões em 270 aeroportos.



POLO REGIONAL

O aeroporto de Dourados é o segundo mais importante do Estado. A cidade é polo de uma região de 800 mil habitantes e hoje oferece quatro voos diários para São Paulo e um para Campo Grande. No início de fevereiro começa um quinto voo para a capital paulista. Em 2013 o aeroporto movimentou 63 mil passageiros.



Desde que era vice-governador, o prefeito Murilo tem lutado para melhorar a infraestrutura do aeroporto para a ampliação constante do número de voos, atendendo a demanda crescente da região. Esses recursos cujas obras podem começar ainda em 2014 serão muito importantes nesse processo de modernização, segundo o prefeito.



Os investimentos foram anunciados no início de 2013 pela presidente Dilma Rousseff, como um plano de estímulo à aviação regional. O trabalho é coordenado pela Secretaria de Aviação Civil.



Após a conversão do plano em lei, em junho de 2013, a secretaria contratou o Banco do Brasil como gestor financeiro do projeto. O BB dividiu os aeroportos em quatro lotes e abriu 25 licitações para contratar empresas de engenharia para executar projetos de engenharia. O Consórcio IQS-PJJ ficou com o sul do Brasil, Mato Grosso do Sul e São Paulo.



Legenda: Dourados receberá investimento federal para melhorar capacidade de operação do aeroporto, permitindo mais voos

Crédito: A. Frota

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados