Prefeitura investe em capacitação para garantir qualidade na educação

- Secretaria de Educação faz adequação de projeto para melhorar a eficiência da qualificação de professores e coordenadores -



O que já era bom ficou ainda melhor. Para garantir uma qualificação mais eficiente na educação em Dourados, o prefeito Murilo ampliou um programa de parceria com o Ministério da Educação destinado a professores do 1º ao 3º e o estendeu também para os coordenadores.

Além de atender os coordenadores, a Prefeitura também inseriu professores que não se enquadravam ainda no programa. Para isto está investindo em torno de R$ 10 mil por mês nas bolsas excedentes, atendendo 30 coordenadores e 20 professores. Só de bolsa, é investido em cada participante do curso em torno de R$ 4.500.


Trata-se da formação continuada pelo Pnaic (Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa), realizada em parceria com o governo federal. 480 professores e coordenadores participam dessa formação, que tem duração de dois anos.

"Não poderíamos deixar de inserir os coordenadores nessa capacitação porque eles trabalham junto com os professores no dia a dia. Assim a gente fecha o ciclo como um todo, garantindo uma melhor formação das nossas crianças nas escolas", explica a diretora do Departamento de Ensino Mariolinda Rosa Romera Ferraz.

Assim que termina uma turma, outra é aberta garantindo oportunidade de qualificação a todos os professores. Os professores cuja bolsa são pagas pela prefeitura são aqueles ainda não inseridos no Censo da Educação e, portanto, não conseguem receber a bolsa do governo federal.

Mais capacitações - Além disso a Secretaria de Educação, comandada por Marinisa Mizoguchi, garante aos professores do 5º ao 9º ano o programa "Olimpíada de Língua Portuguesa", que tem em torno de 30 inscritos. O Ministério da Educação oferece o material e a Prefeitura arca com o restante dos custos. Os professores recebem formação teórica na língua portuguesa para dinamizar o processo de ensino na produção de texto. A duração é de 80 horas.

Outra qualificação é a formação para o Projovem. 12 professores participam da formação com duração de 300 horas. O objetivo é fomentar o ensino diferenciado para o aluno que não freqüentou o período normal. "É uma forma de ensino mais ágil, com foco na cidadania e na área profissional", explica Mariolinda.

Em parceria com a Natura, MEC e Uems, a Prefeitura desenvolve o programa "Trincheiras Natura", com foco para a qualificação para a alfabetização do 1º ao 5º ano. O programa fomenta a leitura e o uso da literatura na produção textual. 13 escolas estão inscritas neste programa. Os coordenadores se capacitam e fazem a multiplicação nas escolas.

Para capacitar o professor na área indígena foi firmado um convênio com a UFGD para a aplicação do programa "Saberes Indígenas na Escola". É uma capacitação de dois anos, com bolsa de R$ 200 para cada participante. Atualmente 120 professores estão inscritos. O objetivo é a produção de materiais na língua indígena e a melhoria do processo de aprendizado para as crianças indígenas.

A Prefeitura também mantém um programa para capacitação na área do conhecimento. Uma equipe de professores aplica essa formação continuada.



Foto: A. Frota/Arquivo

Legenda: Dourados investe na capacitação de professores para garantir educação de qualidade nas escolas públicas

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados