Acadêmico de Artes Cênicas participa de encontro que alia arte e saúde

Um acadêmico do curso de Artes Cênicas está representando a UFGD, durante toda essa semana, no Encontro Brasileiro de Teatro de Rua - OCUPA NISE 2014, na cidade do Rio de Janeiro. Naiton Silva Alvarenga cursa o 2º ano da graduação e atua na Trupe Arte e Vida, de Naviraí-MS.
O evento, que começou no dia 1 de setembro e segue até o próximo dia 7, acontece no Hotel da Loucura e alia arte e saúde públicas. Durante uma semana, os participantes irão discutir o teatro de rua e a arte como possibilidade de cura­ para doenças psíquicas. São mais de 200 participantes, entre médicos residentes e artistas, oriundos de todo o Brasil e de países como Inglaterra, Argentina, México e França.

Para Luiz Eduardo Gasperin, professor da UFGD e orientador de Naiton, a participação do acadêmico no evento contribui de forma positiva com o próprio curso. "Acredito que o encontro possibilita um diálogo entre os artistas graduandos em Artes Cênicas do MS com outros artistas do Brasil e do mundo, isso é de suma importância para nossa rede de troca de saberes", afirma o docente.
Naiton está participando de oficinas e irá apresentar o trabalho prático que desenvolve com o grupo de Naviraí. O trabalho é intitulado "Contos para flores roxas e murchas" e esteve na programação do Festival Internacional de Teatro de Dourados (FIT) do ano passado. A peça, cujo tema principal é a morte, costuma ser apresentada em cemitérios das cidades por onde passa.

OCUPA NISE

O médico imunologista e ator Vitor Pordeus criou, na cidade do Rio de Janeiro, um projeto chamado Hotel da Loucura. Aliando peças de teatro, arte e estudos, Vitor usa métodos de psiquiatria transcultural para unir arte e ciência. Ele acredita que música, dança e poesia são eficazes na reabilitação de pessoas com algum tipo de doença mental.
O Hotel da Loucura ocupa, atualmente, dois andares do Instituto Municipal de Assistência à Saúde Nise da Silveira, localizado na cidade do Rio de Janeiro. O Hotel também é sede da Universidade Popular de Arte e Ciência (UPAC) que, longe de apresentar métodos tradicionais de ensino, está calcada em uma visão de aprendizagem que toma a vivência como caminho e considera que educação não é adquirida apenas pela racionalidade. Seus princípios filosóficos e pedagógicos são baseados no educador Paulo Freire, no filósofo Spinoza, na psiquiatra Nise da Silveira, dentre outros.

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados