Ministro da Agricultura lança em Dourados plantio da soja, nesta quarta-feira

A abertura oficial do plantio da safra 2014/2015 de soja será nesta quarta, dia 24, em Dourados (MS). Para comentar sobre o início de mais uma temporada da oleaginosa, o ministro da Agricultura, Neri Geller, conversou com exclusividade para o site do Soja Brasil. Geller, que vai participar do evento oficial, falou das expectativas da próxima safra, comércio exterior, atuação do Ministério e mandou uma mensagem aos produtores rurais.

A próxima safra de soja tem preocupado os sojicultores. A última projeção de Safras&Mercado estima uma produção acima dos 98 milhões de toneladas, já nos Estados Unidos a projeção é de 106 milhões de toneladas. O mercado trabalha com o cenário de oferta superior à demanda, o que causa queda nos preços do grão. Neri Geller afirmou que a demanda internacional é crescente e que ainda vão aparecer boas oportunidades no horizonte.


O ministrou aproveitou também para tratar sobre a regulamentação do refúgio para a tecnologia Bt, dando a data de 10 de outubro como o limite para que a portaria sobre o tema fosse publicada. Neri Geller fez o balanço dos primeiros seis meses de gestão no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Ele reforçou que o principal objetivo é manter a renda do produtor e listou uma série de trabalhos feitos pela pasta.

Ministro Neri Geller participou do Fórum Soja Brasil na Expointer 2014 (Renan Zebiani/Canal Rural)
Ministro Neri Geller participou do Fórum Soja Brasil na Expointer 2014 (Renan Zebiani/Canal Rural)

Confira a conversa com o ministro da Agricultura:

SOJA BRASIL: Temos visto um movimento muito parecido no Brasil e nos Estados Unidos, com muitos produtores trocando o milho de verão pela soja. Diante deste cenário, com possibilidade de supersafra, o produtor deve se preocupar?

NERI GELLER: Nosso produtor deve ficar atento. Tem este problema da supersafra, mas o que anima é que o consumo mundial está em ascensão também. Estão começando a surgir oportunidades, como o aumento no dólar e a possibilidade de contratos futuros melhores. Por isso, o produtor precisa estar atento.

SOJA BRASIL: O senhor completou, no último dia 17 de setembro, seis meses no cargo de ministro, qual o balanço deste período?

NERI GELLER: Estamos fazendo o dever de casa. Estamos oferecendo todas as linhas de crédito abaixo da inflação. Oferecemos mais recurso para armazenagem, ajudando a diminuir o gargalo de logística. Estamos concluindo a BR-163 (que liga Rio Grande do Sul até o Pará e passa por regiões produtoras de soja), também estamos para publicar o edital da Fico (Ferrovia de Integração Centro-Oeste). Sem falar de outras culturas, como Pepro de milho e cítricos, além da subvenção para o algodão. Ajudamos a abrir o mercado de bovinos com a China. Com o embargo da Rússia, também conseguimos nos preparar para aproveitar esta oportunidade. Posso dizer que estamos trabalhando muito. O governo está cuidando da renda do produtor.

SOJA BRASIL: Antes de ser ministro, o senhor é também um sojicultor. Que mensagem você pode mandar para os produtores antes do início de mais uma safra?

NERI GELLER: Enquanto eu estiver no Ministério, vou defender a produção nacional. Estou satisfeito com o que conseguimos. A mensagem é que nós vamos defender a produção nacional.

Canal Rural

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados