Organizado, Dourados entra no projeto dos pluviômetros automáticos

- Seis equipamentos serão instalados em pontos estratégicos da cidade para mapear a precipitação pluviométrica durante o ano -

O município de Dourados recebe nos próximos dias seis pluviômetros automáticos do Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais). A inserção do município no programa só foi possível devido à organização do sistema de Defesa Civil do município.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil em Dourados, João Vicente Chencarek, que também é comandante da Guarda Municipal, a instalação dos equipamentos serão feitas dentro de 30 ou 40 dias pela Cemaden, sem custo para o município. Eles serão espalhados estrategicamente pela cidade e um vai para o distrito de Indápolis.
Somente 600 cidades brasileiras vão foram inseridas no programa. "Nós fomos inseridos por causa da nossa organização. Temos quatro córregos que cortam nossa cidade (Rego D'Água, Laranja Doce, Água Boa e Paragem e hoje não temos mais famílias em áreas de risco", ressalta Vicente.
"Temos um trabalho muito bem feito. O prefeito Murilo tem grande preocupação com o social. Tínhamos 500 famílias em área de risco de inundação nos bairros João Paulo II, Cachoeirinha,Climax, Brasil 500, Vila São Jorge e outros locais e todas foram removidas e hoje vivem em habitações seguras em conjuntos sociais bem localizados", lembra o coordenador.
De acordo com o coordenador, todo esse trabalho de cuidado com as pessoas e organização refletiu na inserção de Dourados no programa Desenvolvido pelos ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação e da Integração Nacional, do qual faz parte a Defesa Civil. "Técnicos dos ministérios vieram conhecer o nosso trabalho", ressalta.
Vicente explica que os pluviômetros farão leituras automáticas das chuvas a cada 10 minutos. Os dados são lançados automaticamente no sistema da Defesa Civil. Como isso será possível mapear o volume de chuvas por região e estações do ano em Dourados. "Antes a gente dependia de dados da Embrapa e do Inpe; agora vamos ter nosso próprio banco de dados", afirma Vicente. O coordenador diz ainda que estudará um forma de partilhar essas informações também no site da Prefeitura.
  
Foto: Divulgação
Legenda: Modelo de pluviômetro automático que será instalado em Dourados para mapear a precipitação pluviométrica

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados