UFGD recebe debate entre os candidatos ao governo de MS

Com o objetivo de trazer a discussão política para dentro da Universidade, a UFGD recebe na próxima quinta-feira, dia 25 de setembro, o debate entre os candidatos que disputarão o governo do estado de Mato Grosso do Sul nas eleições deste ano.
A intenção é firmar a tradição de aproximar o eleitor dos candidatos, de forma que se possa saber deles quais são suas propostas para a educação superior, principalmente no que tange à ciência e à pesquisa. Em eleições passadas, a Universidade também proporcionou esse contato, realizando outros debates.
O evento acontece no cineauditório da Unidade 1 (prédio da Reitoria), às 20 horas. A realização é uma parceria entre a UFGD, a Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), a rádio Grande FM, a Associação Comercial e Empresarial de Dourados (ACED) e a Associação de Servidores da UFGD (ASSUFGD).


No espaço interno do cineauditório ficarão apenas os candidatos, assessores, convidados e representantes de órgãos de imprensa. Do lado externo do prédio, na rua João Rosa Góes, haverá um telão para a transmissão, em tempo real, de todo o debate. A rua estará interditada para a passagem de carros e toda a comunidade está convidada para acompanhar o evento.

Também será feita a transmissão ao vivo do debate, na íntegra, pela rádio Grande FM (frequência 92,1 MHz) e, no dia seguinte, as gravações em vídeo estarão disponíveis no site da emissora: http://www.grandefm.com.br/ .

Os seis candidatos já confirmaram presença: Delcídio do Amaral (PT), Evander Vendramini (PP), Nelson Trad Filho (PMDB), Professor Monje (PSTU), Professor Sidney Melo (PSOL) e Reinaldo Azambuja (PSDB).

Como vai funcionar

O debate será dividido em seis blocos, sendo o primeiro voltado à apresentação dos candidatos. Eles terão três minutos cada para explanar sobre sua campanha, plano de governo, entres outras considerações iniciais.

A segunda parte será uma rodada de perguntas feitas entre os próprios candidatos. Haverá um sorteio para definir quem começa e este, por sua vez, escolhe a quem direcionará o questionamento. O candidato que responder, em seguida, dirige a pergunta que formulou para outro governável, que ainda não participou e, assim, sucessivamente.

Encerrado esse bloco, se inicia o terceiro, que será composto por oito perguntas efetuadas pelas comunidades acadêmicas da UFGD e da UEMS. As questões foram separadas por grupos, de forma que duas perguntas serão feitas pelos reitores das instituições (uma para cada), duas por técnicos administrativos, por meio dos sindicatos da categoria em cada universidade (SINTEF e SINTAUEMS), duas por docentes, representados por seus sindicatos (ADUF e ADUEMS) e outras duas por estudantes, elencadas pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE) de cada comunidade.

Os seis candidatos responderão a uma pergunta cada, mediante sorteio, mas receberão por escrito todos os questionamentos para que os sanem um a um, também formalmente, até a semana seguinte aos integrantes das comunidades acadêmicas.

Na sequência, o quarto bloco englobará as perguntas do setor empresarial de Dourados, que levará aos governáveis oito questões divididas entre os temas: agronegócio, comércio, infraestrutura e indústria, sendo duas voltadas a cada temática.

A penúltima parte do debate retorna à rodada de perguntas feitas entre os candidatos, ao mesmo estilo do segundo bloco. E o sexto e último segmento será destinado às considerações finais proferidas pelos seis participantes.

Serviço: a Unidade 1 da UFGD fica localizada na rua João Rosa Góes, 1761, Vila Progresso.​



Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados