UFGD confirma primeira ocorrência de ferrugem asiática nesta safra de soja em MS

Entre as pragas e doenças que podem atingir as plantações de soja, uma das situações que mais preocupa produtores é a disseminação da ferrugem asiática. Essa é um dos males que mais causa prejuízo na produtividade das lavouras.
Conforme explica o professor Bruno Cezar Alvaro Pontim, da UFGD, a ferrugem asiática da soja é causada pelo fungo Phakopsora pachyrhizi. Na época de entressafra, o fungo sobrevive em plantas de soja que nascem por acaso ou em outros hospedeiros, pois é incapaz de se manter vivo na palhada.

Por isso, além de monitorar as lavouras de soja, é importante que haja uma atenção com relação a plantas que nascem em beira de estrada ou em meio a outros cultivos – chamadas também de plantas guaxas.
Há cerca de 10 dias, o formando do curso de Agronomia da UFGD e estagiário do Laboratório de Microbiologia Agrícola e Fitopatologia, Paulo Henrique do Nascimento, encontrou e coletou uma planta de soja em área urbana da cidade de Dourados para levar à Clínica de Doença de Plantas da Faculdade de Ciências Agrárias (FCA/UFGD).
Após análise em microscópio estereoscópio e em microscópio ótico, foi confirmada a primeira ocorrência de ferrugem asiática na safra 2014/2015 no estado do Mato Grosso do Sul.
A ocorrência da doença em plantas voluntárias já foi registrada em safras anteriores. É um indicativo de que o fungo que causa a doença teve boas condições de sobrevivência, propiciadas por um inverno mais ameno. Os produtores e os técnicos deverão ficar atentos para a doença na safra 2014/2015. Ela é plenamente controlável com um bom acompanhamento das lavouras, sendo que os técnicos dispõem de ferramentas eficazes para seu controle.
O Laboratório de Microbiologia Agrícola e Fitopatologia da FCA, onde funciona a Clínica de Doenças de Plantas, está à disposição (067- 3410-2385) de produtores e técnicos para auxiliar na identificação e confirmação de ocorrência de doenças tanto da soja, quanto de outras culturas.​​

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados