HUGD abre Residência em Medicina da Família e Comunidade

Neste sábado (29), abrem-se as inscrições para profissionais formandos e graduados em Medicina que desejam fazer residência médica no Hospital Universitário da Grande Dourados (HUGD). Em 2015, serão oferecidas quatro vagas de residência em Clínica Médica, quatro vagas em Pediatria, duas vagas em Cirurgia Geral e duas vagas em Medicina de Família e Comunidade.
Esta última é uma especialidade que está sendo oferecida pela primeira vez no HUGD. Segundo a professora Crhistinne Cavalheiro Maymone Gonçalves, do curso de Medicina da UFGD, cada vez mais os cursos de Medicina do Brasil vão se voltar para a formação de médicos generalistas para atuarem na atenção básica de saúde. Conforme o diretor da Faculdade de Ciências da Saúde, professor Julio Croda, existe uma grande demanda por profissionais que tenham competência e habilidade para atuar na medicina da família.


Nessa residência, além das aulas teóricas e das experiências no próprio Hospital Universitário, os médicos terão um tempo maior de vivência na rede básica de saúde. Duas Estratégias de Saúde da Família foram escolhidas para receber os residentes, que vão atuar junto à equipe que trabalha nas unidades de saúde e nas visitas domiciliares. "O médico vai transitar pela rede pública de saúde, em mais de uma unidade de saúde do município, para ter uma visão ampla dos serviços prestados e demandados", detalha a professora Crhistinne.

Conforme destaca o professor Julio, um diferencial deste curso é justamente a parceria entre a Prefeitura, o Governo do Estado e a Universidade. Para ele, esse acordo é vantajoso para todos os envolvidos. Para o HUGD e para o curso de Medicina da UFGD, é bastante relevante ter esse envolvimento com a rede básica de saúde, já que isso proporciona aos estudantes de Medicina e aos médicos residentes uma experiência prática sobre o funcionamento do SUS. Para as secretarias municipal e estadual de saúde, essa parceria possibilita uma melhoria no atendimento das unidades de saúde, pois estas recebem um novo integrante, que é o médico residente.

Além de abrir as portas das unidades de saúde para os médicos residentes e para as ações de ensino da UFGD, a Secretaria Estadual de Saúde tem um papel muito importante na realização da Residência em Medicina da Família e Comunidade. O Estado vai investir R$ 450 mil para provisionar pagamento de bolsa a docentes e preceptores, e também uma bolsa mensal de R$ R$ 2.976,26 para os residentes dessa área. O mesmo valor já é pago pelo Ministério da Educação e pelo Ministério da Saúde, como bolsa para os residentes. De tal maneira, os dois residentes em Medicina da Família e Comunidade vão receber quase R$ 6 mil mensais.

"Formar profissionais para a atenção básica é um dever, é o papel social da universidade. Porém, sabemos que para o médico essa á uma área que ainda tem pouco reconhecimento no mercado. Por isso, procuramos tornar essa especialização mais atrativa, para que haja candidatos interessados e possamos ter maior valorização dessa área de atuação", argumenta o professor Julio Croda.

As inscrições para as 12 vagas de residência médica no HUGD vão de 29 de novembro a 12 de dezembro, pelo site http://cs.ufgd.edu.br/residencia/2015. A taxa de inscrição é no valor de R$ 100,00. Para solicitar isenção de taxa, o candidato tem até o dia 4 de dezembro. A prova objetiva será aplicada no dia 18 de janeiro. A segunda fase, que é a prova de títulos, acontece no início de fevereiro. A residência começa em março de 2015 e tem duração de dois anos. O edital com todas as informações sobre o processo de seleção está disponível no link http://goo.gl/GVBrEl.








Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados