Chuvas continuam provocando estragos em Caarapó

A exemplo de outros municípios que decretaram situação de emergência, Caarapó continua sofrendo com os danos provocados pelas fortes chuvas que caem insistentemente na região. A zona rural é a mais afetada pelas intempéries.

Mas não são só estradas e pontes que foram castigados pelos altos índices de chuvas. As ruas da sede do município e dos distritos também sofreram substanciais danos, o que vai exigir da administração municipal um grande esforço para recuperar os prejuízos.

O prefeito Mário Valério (PR) tem visitado diariamente a zona rural e vistoriado a zona urbana. "Montamos quatro frentes de trabalho para iniciar a recuperação dos pontos mais críticos da zona rural, mas as chuvas não estão dando trégua. Não conseguimos colocar nossas máquinas para trabalhar", explica o dirigente. De acordo com o prefeito, enquanto o solo estiver encharcado, é impossível executar os serviços de recuperação das estradas, que chegam a centenas de quilômetros.

Valério manifesta preocupação quanto à colheita da lavoura que se aproxima. "Daqui a pouco será o momento de escoar a produção agrícola. Então vamos nos concentrar no sentido de recuperar pelo menos os pontos mais críticos para permitir o tráfego de forma razoável na zona rural", pondera o prefeito, acrescentando que já recorreu ao Governo do Estado para unir forças, compondo uma grande força-tarefa para socorrer o produtor rural. Há o compromisso do governo de Mato Grosso do Sul no sentido de destinar ao município máquinas e equipamentos para a execução de serviços na zona rural.

Mário Valério pede paciência e compreensão ao homem do campo e à população urbana. "O que está acontecendo é um período chuvoso, de proporções atípicas, que nos impede de tomar qualquer iniciativa, em razão do grande volume de água que está atingindo a nossa região. Precisamos de um período de muito sol para conseguirmos colocar as nossas máquinas nas estradas", destaca o prefeito.

De acordo com o prefeito de Caarapó, a expectativa é que janeiro traga o sol tão esperado, para que seja iniciado o trabalho de recuperação da zona rural e das vias públicas urbanas, trazendo alento à população, que tanto sofre com as atuais condições climáticas. Que, de fato, 2016 chegue com muita luz. Literalmente, muita luz do sol.

Foto: Dilermano Alves

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados