Com planejamento, Dourados fica livre dos alagamentos crônicos

Apesar dos recordes históricos de chuvas nos últimos três meses, os moradores de Dourados se sentem seguros com relação ao medo de inundações. As tensões do passado já não existem mais, graças ao planejamento do prefeito Murilo e o esforço para fazer obras de drenagem, asfalto e limpeza de canais de córregos.
Um dos serviços essenciais que pôs fim aos alagamentos nos bairros localizados nas áreas mais baixas é a limpeza dos canais dos córregos. As maiores intervenções ocorreram nos córregos Rego D´Água e Água Boa. A sujeira acumulada nesses córregos provocava alagamentos na região do Cachoeirinha e adjacências.

A região do João Paulo II e adjacências também sofriam com alagamentos constantes. Isso é provocado pela falta de cuidado da população com o destino correto do lixo. Espalhado pelas ruas se acumula nos córregos. Levado pelas enxurradas fazem os córregos transbordar. Para evitar o problema a Prefeitura mantem atenção constante na limpeza e abertura dos canais.
As obras de drenagem e asfalto por toda a cidade completam o trabalho que evita alagamentos. Com recursos de R$ 52 milhões, próprios da Prefeitura obtidos por empréstimo na Caixa Econômica Federal, Murilo leva asfalto em todos os bairros, evitando inundações e atoleiros. As obras só não avançaram mais justamente com causa do excesso de chuvas.
Durante toda essa temporada de chuvas ouve poucos casos de pequenos alagamentos, mas sem necessidade de remoção de famílias. Um dos casos foi o alagamento do túnel da BR-163, no Parque das Nações, mas a causa foi uma obra da CCR Vias na adequação da rodovia. Outro caso foi o transbordamento do Córrego Água Boa, que inundou apenas a via parque por algumas horas. O motivo foi o excesso de lixo depositado irregularmente nas ruas pelos moradores. Mas nenhuma residência foi prejudicada.
Desde que o prefeito Murilo assumiu a administração, em 2011, vem fazendo uma série de intervenções em Dourados, modernizando e garantindo a infraestrutura ara que a população se sinta segura e atinja o nível de desenvolvimento desejado. A Prefeitura também faz a limpeza constante das galerias de águas pluviais, desentupindo bocas de lobo e recolhendo lixo.
O coordenador da Defesa Civil, João Vicente Chencarek, que também é comandante da Guarda Municipal, orienta a população para que destine corretamente o lixo.  Ele explica que todo o lixo doméstico deve se acomodado em sacos plásticos para que a Prefeitura faça a coleta normal.
Também pede para que as pessoas não descartem materiais e objetos velhos em terrenos baldios, margens de córregos e rodovias. "Até mesmo um papel de bala ou embalagem de um picolé não pode ser jogado na rua. O lixo deve ir para o cesto e dai para o local adequado", esclarece. "Se cada morador fizer a sua parte, ajuda a prefeitura a fazer a parte dela e nunca mais haverá alagamentos em Dourados", ressalta.

Mais lidas

Faculdades de Medicina no Paraguai: Universidade USCA abre 280 vagas para curso de medicina e inscrições já estão abertas.

Veja a relação dos candidatos a vereador em Dourados com número que aparece na urna

Proprietários são notificados para adequação das calçadas em Dourados